Em dias de chuva a água fica empoçada na frente de casas. foto: Arquivo Pessoal

Moradora da rua José Guilherme Schneider, Júlia Graciela de Oliveira convive há dois anos com um problema recorrente quando chove: o alagamento da frente de sua residência e casas vizinhas. Conforme ela, isso ocorre em razão de um bueiro entupido. “Quando é chuva demais, entra água na minha área. A vizinha tem problema de saúde e usa muleta. Se ficar mal, tem que passar na água”, relata. Conforme Júlia, o proprietário da casa onde ela mora já entrou em contato com a Prefeitura, mas nenhuma equipe foi até o local para solucionar o problema.

Segundo o secretário de Obras, Serviços Viários e Trânsito, Teodato Nestor Backes, a pasta da qual ele é titular está ciente da necessidade desse serviço na via. A manutenção estaria marcada no cronograma dos próximos dias. “Estamos atentos a todos os pedidos e necessidades dessa área, sempre procurando resolver o mais breve possível”, garante o secretário.

Deixe seu comentário