O dólar fechou com leve queda ante o real, com o mercado um pouco mais otimista, mas ainda cauteloso com a capacidade do governo do presidente Michel Temer de conseguir apoio político suficiente para tentar votar a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados ainda neste ano.

O dólar recuou 0,29 por cento, a 3,2471 reais na venda, depois de acumular alta de 0,75 por cento na semana passada, interrompendo três semanas seguidas de queda por temores com a Previdência. O dólar futuro operava em queda de cerca de 0,40 por cento no final da tarde.

“O mercado ainda não jogou a toalha (sobre a reforma da Previdência), acredita que pode passar algo, mas o cenário está instável”, afirmou o operador de câmbio do Grupo Ourominas Ademar Vitor Pereira.

Parte do mercado ainda acreditava na possibilidade de a reforma da Previdência ser aprovada na Câmara em primeiro turno ainda este ano. Na noite passada, Temer se reuniu com lideranças partidárias para tentar conseguir apoio político

Deixe seu comentário