A Viagem Segura do Dia do Trabalho, que começou na zero hora de sexta-feira (27) e terminou à meia-noite de terça-feira (1º), registrou 9.019 infrações de trânsito, recolheu 471 veículos a depósito e reteve 160 carteiras de habilitação irregulares. Na 88ª edição da operação foram fiscalizados, em todo o Rio Grande do Sul, 24.272 veículos.

Nos cinco dias de atuação reforçada foram realizados 3.586 testes de etilômetro, que registraram 70 infrações por alcoolemia, além de 72 autuações por recusa. A ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Brigada Militar (BM) e do Comando Rodoviário da BM (CRBM) retirou das ruas 142 potenciais causadores de acidentes, que responderão por infração dos artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro: multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano, além da retenção do veículo e do documento. Desses, 23 incorreram em crime de trânsito e foram conduzidos a delegacias (32,9% dos testes positivos).

Nesse feriadão, ocorreram 221 acidentes, que resultaram em 25 mortes durante a operação. Além disso, 171 pessoas ficaram feridas nas ruas e estradas gaúchas. No ano passado, foram 24 mortes em quatro dias, considerando os óbitos que ocorrem em até 30 dias pós-acidente.

Deixe seu comentário