foto divulgação cipave

Para conhecer a situação da cada escola, analisar o perfil social dos alunos e elaborar ações específicas para prevenir a violência, a Secretaria Estadual da Educação ampliará parceria já existente com o Programa “Papo de Responsa” da Polícia Civil. O projeto, utiliza o Programa Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipave). São 12 escolas, que já têm Cipave, contempladas com a iniciativa e que farão o acompanhamento do comportamento dos estudantes por três meses para verificar o progresso das atividades.

Segundo a coordenadora estadual da Cipave, Luciane Manfro, a ampliação da parceria traz benefícios aos estudantes, pela troca de dados entre as instituições e colabora para a identificação dos casos de violência. “Este é um projeto que dialoga com o aluno e dá a oportunidade para que ele possa se expressar. Com o acompanhamento do ‘Papo de Responsa’ será possível também direcionar os trabalhos para as necessidades de cada escola”, explica.

O Programa Papo de Responsa é realizado pela Polícia Civil e dialoga com os jovens. Seu principal espaço de atuação é junto às escolas de ensino fundamental e médio. Em papos descontraídos é abordada a prevenção contra às drogas, violência e o papel do policial na sociedade. O programa é desenvolvido pelo Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) e o Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca).

Deixe seu comentário