Trabalho perto das redes pede planejamento e há restrições. Foto: REPRODUÇÃO/ Internet

Há forte tradição agrícola do Rio Grande do Sul como o estado em zona de alerta a respeito de acidentes com rede elétrica na Zona Rural. O perigo está no manuseio de maquinário agrícola em larga escala, o que deixa os produtores rurais mais expostos aos riscos. A atenção precisa ser redobrada ao manusear e dirigir equipamentos e veículos, uma vez que esses implementos têm dimensões diferenciadas.

Essa preocupação com a segurança foi incorporada ao leque de ações da RGE Sul, distribuidoras do Grupo CPFL Energia, que lançou um alerta aos agricultores com 10 orientações preventivas. Estudos da empresa apontam que pouco planejamento, falta de atenção e imprudência estão entre as principais causas do número elevado de acidentes fatais no campo.

Dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) mostram que a segurança no convívio com a rede elétrica nesta área é um tema que preocupa as distribuidoras. Suas estatísticas apontam que é recorrente o caso de agricultores sofrendo acidentes no manuseio, instalação e conserto de bombas de poço e sucção.

Muitas dessas ocorrências são mortais. Nos 679 municípios da área de concessão do Grupo CPFL, as distribuidoras registraram seis acidentes em áreas rurais. Deste número, quatro foram fatais e aconteceram nas cidades de Liberato Salzano e Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul; e de Jaú e Marília, em São Paulo. Somente no primeiro trimestre deste ano já foram contabilizados três acidentes fatais, em Maçambará (RS), Ituverava (SP) e Mococa (SP).

As dez dicas para evitar acidentes
1. Antes de iniciar os trabalhos com máquinas agrícolas, faça um reconhecimento do local, planeje e observe se a altura e largura da máquina ou equipamento possuem distância segura da rede;

2. Caso os fios estejam próximos, não se aproxime;

3. Ao manusear as máquinas agrícolas, evite fazer próximos dos cabos de aço que prendem os postes ao chão;

4. Ao realizar operações de carga e descarga de caminhões, mantenha a distância mínima de cinco metros de qualquer tipo de estrutura elétrica;

5. Caso o veículo venha a encostar na rede elétrica, o motorista jamais deve desembarcar. Neste caso, deve-se chamar a RGE Sul que desligará a rede;

6. Fazer queimadas perto das linhas pode danificar as estruturas, causando problemas como rompimento de cabos e interrupção do fornecimento de energia;

7. Cuidado para não encostar nos fios quando subir em uma árvore para colher frutas ou para fazer poda. Esse cuidado também vale para equipamentos de irrigação;

8. Não estacionar o maquinário ou caminhões sob a rede elétrica;

9. Nunca se aproxime ou toque em cabos elétricos caídos no chão. Sinalize a área para que ninguém se aproxime e avisar a concessionária;

10. Participe, incentive seus colegas a se informarem sobre o assunto. Para mais informações, entre em contato pelo e-mail chegadechoque@cpfl.com.br

Deixe seu comentário