aqueles que fizeram coleta de digital têm identificação no Título de Eleitor. Novo método facilita a votação Foto: Cartório 31ª Zona Eleitoral

Tecnologia. Identificação biométrica será obrigatória na eleição de 2020

A expectativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é que, nas eleições municipais de 2020, todo o eleitorado brasileiro será identificado através da impressão digital. Contudo, a coleta de dados biométricos não será obrigatória para Montenegro no próximo pleito (outubro de 2018), o que não significa que não possa ser realizada desde já. A previsão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul é que a cidade ingresse no projeto Biometria 2019-2020, realizando a tomada das digitais no ano de 2019.

O chefe do Cartório da 31º Zona Eleitoral, Diego Bonato Coitinho, recomenda a antecipação do procedimento, evitando as imensas filas que tradicionalmente se formam quando tais eventos são realizados em cidades do porte de Montenegro. “Nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, foram realizados 167 atendimentos, sem a ocorrência de filas”, revelou.
Já no último período de fechamento de cadastro, em meados de 2016, foram atendidos, em média, 250 eleitores por dia, o que acarretou em espera de até três horas. Coitinho aconselha ainda que seja realizado agendamento através do site do TRE-RS (http://eleitor.tre-rs.jus.br/agendamento/publico/agendamentos). Na prática, a biometria já começou e Montenegro possui eleitores aptos a votar com essa identificação.

Inclusive, nas Eleições Municipais de 2016 aproximadamente 1/3 do eleitorado foi habilitado a partir dos dados biométricos. Esses haviam sido coletados a partir de maio de 2013, data em que foi implementado o atendimento com coleta de dados biométricos nesta Zona Eleitoral. Caso o cidadão tenha realizado alguma alteração cadastral após essa data, não precisa fazer o procedimento novamente.

Nestes casos, o Título de Eleitor possui a inscrição “identificação biométrica” no canto superior direito do documento. O chefe do Cartório acredita que, dada a experiência exitosa da habilitação híbrida em 2016, novamente a biometria será utilizada nas Eleições de 2018. Reiterando que será usada, de forma não obrigatória, somente por aqueles que já tiveram seus dados biométricos coletados.

As demais cidades da 31ª Zona Eleitoral (Brochier, Maratá, Pareci Novo, Salvador do Sul, São José do Sul e São Pedro da Serra) já passaram pela Revisão do Eleitorado com identificação biométrica. Maratá, Pareci Novo e São Pedro da Serra foram as pioneiras ao realizar a coleta em 2013. Nestas cidades, praticamente 100% do eleitorado possui os dados biométricos coletados.

biometria é considerada infalível contra fraudes eleitorais pelo TSE

Para biometria é preciso 
Ter 16 anos completos;
Apresentar Documento de Identidade (RG, certidão de Nascimento ou de Casamento ou Carteira de Trabalho);
Comprovante de Alistamento Militar ou Certificado de Dispensa de Incorporação (obrigatório para homens nascidos em 1998 ou em anos anteriores);
Comprovante de Residência no próprio nome, emitido há no máximo três meses.

Apresentação do CPF não é obrigatória;

*O Título Eleitoral
é gratuito e fica
pronto em dez minutos

Informe-se
Endereço: rua Dr. Bruno de Andrade, 1.809 – bairro Timbaúva
Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 10 às 17 horas
Telefones: (51) 3632-3880 e (51) 3632-8568
E-mail: zon031@tre-rs.jus.br

O Número
Hoje Montenegro possui 15.677 eleitores cadastrados de um total de 46.347, perfazendo um percentual de 33,83%. Outros 30.670 ainda necessitam realizar a coleta de dados biométricos

Deixe seu comentário