Policiais da DPPA só atendem casos graves

Segundo o Sindicato dos Escrivaes, Inspetores e Investigadores de Policia do Rio Grande do Sul (Ugeirm), cerca de 95% das delegacias de polícia do Estado aderiram à greve dos servidores da Segurança. Em Montenegro, seguindo a orientação das lideranças sindicais, os policiais civis estão atendendo apenas casos graves. Cidadãos que procuram a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) com casos sem maior gravidade são orientados a registrarem a ocorrência pela Internet.

O comando de greve orientou a todas as delegacias para que atendam apenas os flagrantes e casos graves, tais como: latrocínios, homicídios, estupros, ocorrências envolvendo crianças, adolescentes e idosos e Lei Maria da Penha, além daquelas ocorrências em que o Comando de Greve ou o plantonista julgar imprescindível a intervenção imediata. Não haverá cumprimento de mandados de busca e apreensão, mandados de prisão, operações e ações policiais, serviço cartório, entrega de intimações, oitivas, remessas de Inquéritos Policiais ao Poder Judiciário e demais procedimentos de polícia judiciária.

Uma assembleia ocorre hoje, às 14 horas, para uma avaliação do movimento grevista e para definir a data de encerramento da Greve da Polícia Civil. O ato será no Palácio da Polícia, em Porto Alegre.

Deixe seu comentário