Carro oferecido é uma Nissan Frontier.

Um homem está usando o nome do vereador Talis Ferreira para tentar aplicar golpes em Montenegro. Se passando por um assessor dele de nome Célio ou pelo próprio Talis, o criminoso diz que o parlamentar estaria vendendo uma caminhonete por um preço 30% inferior ao da tabela Fipe e solicitando um depósito em dinheiro. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA).

A quantia, de acordo com a trama montada pelo indivíduo, seria para quitar uma suposta dívida referente a um apartamento da filha de Talis. Pelo WhatsApp, o meliante inclusive manda fotos da Nissan Frontier e do suposto documento do veículo. Também argumenta que o automóvel seria de uma antiga empresa do vereador.

A suspeita é de que a ação seja realizada de dentro da cadeia. A farsa foi descoberta quando o meliante ligou para um amigo do vereador. Talis lembra que é auxiliado por uma assessora, não um assessor. Além disso, a filha mora com ele e não possui apartamento.
Alertado pelo amigo, Talis ligou para o golpista. Um homem atende e alega ser assessor dele. Depois, atendendo a pedido do parlamentar, ele passa o telefone para um segundo criminoso que se apresenta como “Talis Ferreira”. No telefonema, as respostas confusas deixam clara a falta de preparo dos estelionatários. A conversa foi gravada. “Felizmente, ninguém caiu no golpe, mas ele entrou em contato com muitas pessoas na cidade”, conta o parlamentar.

Deixe seu comentário