Única morte registrada no ano ocorreu no dia 7 de abril. Foto: Polícia Rodoviária Federal

Trânsito. Foram 24 casos neste ano contra 53 do mesmo período de 2017]

O número de acidentes nas rodovias federais em Montenegro – as BRs 386 e 470 – registraram queda de 54,71% no primeiro semestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2017. Foram, respectivamente, 24 contra 53 casos. Já o total de feridos diminuiu 25%, de 40 para 30.

Por outro lado, ocorreu uma morte em 2018 e nenhuma em 2017, no período. O dado considera apenas os óbitos ocorridos no local. O levantamento é da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na qual está inserido o município, a pedido do Ibiá.

A única morte do ano nas federais no perímetro de Montenegro foi ocasionada por um acidente envolvendo três veículos no dia 7 de abril, no quilômetro 417 da BR-386. A colisão frontal envolveu um GM Corsa, com placas de Triunfo, um Toyota Corolla de Porto Alegre e um Citröen de Passo Fundo. A vítima fatal, Nadir Francisco da Silva, 66, era condutor do Corsa. Outras quatro pessoas ficaram feridas.

O coordenador da Comunicação Social da 4ª Delegacia da PRF, Dimitrius Franco, dá algumas dicas para quem deseja aumentar a segurança no trânsito. A palavra de ordem é: prudência. “É necessário, principalmente, que os condutores não tenham atitudes imprudentes como ultrapassar em locais proibidos, beber antes de dirigir, exceder os limites de velocidade, não guardar distância segura com relação aos demais veículos, deixar de utilizar o cinto de segurança (ou a cadeirinha para a criança), dentre outras”, enumera.

Na mesma linha, o gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), Renato Campestrini, salienta a importância dos motoristas terem atenção redobrada. É preciso se antecipar a possíveis situações de risco. “Dirigir defensivamente pressupõe o condutor se adiantar a eventuais fatores de riscos existentes no trânsito, entendemos até que o termo correto seria ‘direção preventiva’. Defender nos remete a ideia de defesa de algo que ocorreu, já prevenção é o desejável para que o condutor não se coloque em condições de risco”, explica.

veja algumas dicas
– Não misturar álcool e direção;
– Respeitar o limite de velocidade;
– Atenção à sinalização viária;
– Manter distância segura do veículo da frente;
– Sinalizar com antecedência sobre sua intenção;
– Usar sempre o cinto de segurança e cadeirinha.

Deixe seu comentário