Karina e Carol fizeram uma série de visitas a órgãos ontem para divulgar o curso de Direito da Unisc Montenegro

Ainda neste ano, a Unisc em Montenegro irá abrir processo seletivo para Mestrado em Letras. A coordenadora do campus, Caroline Kothe, conta que a pós-graduação surgiu de uma pesquisa aplicada junto à comunidade, ainda no ano passado. “Grande parte do público interessado nesta formação já é ligado à docência, mas todos os detalhes do Mestrado serão anunciados em evento nesta quinta-feira, às 15h, na Unisc”, anuncia a gestora. A atividade é aberta ao público.

Nesta terça-feira, Caroline e a coordenadora do curso de Direito, Karina Meneguetti Brendler, visitaram uma série de órgãos públicos em Montenegro a fim de divulgar a nova graduação, cujas inscrições para o vestibular encerram neste domingo, dia 10. A receptividade ao projeto, que oferece 60 vagas no segundo semestre deste ano, está muito boa, diz Karina. “As pessoas têm comentado sobre a facilidade de acesso, a desnecessidade de viajar para estudar”, pontua.

O Direito da Unisc Montenegro, segundo a coordenadora do curso, destaca-se pelo corpo docente altamente qualificado. No semestre inaugural, por exemplo, apenas professores com o título de Doutor darão aulas. Além disso, ela salienta a interface entre a universidade e a população quanto à formatação de cursos. “A Unisc é comunitária, então mantém uma relação próxima com as pessoas para atender as suas demandas por qualificação”, frisa a coordenadora do curso.

saiba mais
— Aberta ao público, a aula inaugural do curso de Direito em Montenegro terá palestra do desembargador Rogério Gesta Leal, do Tribunal de Justiça do RS, dia 9 de agosto. O tema é Teorias Corruptivas e Operação Lava-Jato.
— Para 6 de setembro, está programada palestra do espanhol Carlos Aymerich Cano, professor da Faculdade de Direito da Universidade da Coruña.
— Em novembro, os alunos do Direito da Unisc partirão para uma viagem de estudos a Brasília, onde conhecerão os tribunais superiores e o Congresso, entre outras visitas.
— A partir do terceiro ano do curso será aberto no Centro de Montenegro um gabinete de assistência jurídica gratuita à população carente.

Deixe seu comentário