O reajuste dos professores da rede municipal de ensino será em fevereiro, mas retroativo a janeiro. A secretária municipal de Educação e Cultura, Rita Carneiro Fleck, esclarece que a data-base, que antes era em abril, passou a ser no primeiro mês do ano para atender a exigências legais do magistério.

O aumento, porém, será pago retroativo, juntamente com o salário de fevereiro, devido ao recesso da Câmara Municipal, que só volta no próximo mês. “Estamos aguardando o índice oficial da inflação e assim que a Câmara sair do recesso será encaminhado projeto de lei com documentação pertinente e com impacto orçamentário”, acrescenta Rita. Atualmente o piso da categoria é de R$ 1.283,63 para uma carga de 22 horas semanais.

Com a antecipação da data-base para janeiro, não deverá haver problemas ocorridos em anos anteriores, quando, por alguns meses, o piso do magistério municipal ficava abaixo do anunciado pelo Ministério da Educação. Para 2018, a portaria assinada pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, estabeleceu um aumento de 6,81%, elevando a base nacional para R$ 2.455,35 para professores com carga de 40 horas semanais.

Deixe seu comentário