Luana Tonelli observa a importância de um bom atendimento e condições de pagamento para atrair o consumidor

Em todo serviço ou produto que você compra, o percentual de impostos está lá, às vezes discriminado, em outras, embutido no preço final. Normalmente, você paga sem nem saber qual parte do valor são os tributos, recursos utilizados para manter a máquina pública, pagar obras de infraestrutura, tanto as mais simples como as mais complexas. E se as compras forem realizadas em Montenegro, boa parte desse dinheiro fica aqui, contribuindo para o desenvolvimento do município.

O Ibiá inicia hoje uma série de reportagens para mostrar a importância em comprar em Montenegro, valorizando o comércio local que é bem diversificado. Como diz o nome, “Se é daqui eu compro”, irá demonstrar que, ao optar pelas lojas locais, você contribui para a geração de impostos que reverterão em melhor qualidade de vida na cidade. E irá colaborar para a manutenção e geração de emprego, o que também influi na arrecadação tributária, pois quem tem trabalho fica mais à vontade para fazer compras. Vale lembrar que é do dinheiro dos impostos que são mantidos serviços como os cobertos pelo Sistema Único da Saúde (SUS), os salários de professores da rede pública, bem como dos servidores e inclusive dos políticos e administradores públicos.

Pagar impostos independe da vontade do consumidor, uma vez que é uma exigência legal e já está no preço do produto. A atitude do cidadão pode, no entanto, influenciar no destino desses tributos. Parte do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e todo o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISQN) fica na cidade onde você compra, revertendo em mais recursos para garantir melhor qualidade de vida aos montenegrinos.

Para a gerente de uma loja de vestuário, Luana Tonelli, o consumidor em geral ainda não tem consciência sobre o retorno para a economia ao comprar nas lojas de Montenegro. Ela acredita que a opção pelo comércio local deve ser estimulada através de variedade e qualidade nos produtos, além de bons preços e um excelente atendimento. “Quanto mais facilidades de condições de pagamento, melhor”, exemplifica. “E um atendimento bem feito é fundamental”, reforça.

Estímulo aos consumidores
Para que o recolhimento de impostos se concretize, é fundamental a emissão da nota fiscal. Os secretários municipais da Fazenda e da Indústria, Comércio e Turismo observam que o município desenvolve diversas ações no sentido de estimular a população sobre a importância de comprar no comércio local e pedir nota fiscal.

Nestor Bernardes, secretário da Fazenda

José Nestor de Oliveira Bernardes acrescenta que as ações incluem educação financeira nas escolas e programa de incentivo com premiação, como a adesão ao Nota Fiscal Gaúcha, em que, além dos prêmios estaduais, há sorteios municipais. A promoção estimula a emissão da nota fiscal, o que é fundamental para que haja o recolhimento de impostos.

Elias da Rosa acrescenta que, por meio da distribuição de prêmios, a promoção visa incentivar os cidadãos a consumirem na cidade e a solicitar a inclusão do CPF na emissão do documento fiscal, gerando a conscientização sobre a importância social do tributo. “Através do programa, os cidadãos concorrem a prêmios, as entidades sociais por eles indicadas são beneficiadas por repasses e as empresas participantes reforçam sua responsabilidade social com o Estado e a cidade”, resume Elias.

Deixe seu comentário