Phillipe Coutinho é um dos atletas da seleção que mais tem tratado bem a bola Telstar nesta Copa. Foto: CBF/Divulgação

Telstar 18. Produto oriundo do polo petroquímico é encontrado na camada de espuma abaixo da superfície da bola utilizada no Mundial 2018

Você se lembra do primeiro gol do Brasil na Copa do Mundo deste ano, diante da Suíça, no último dia 17? Foi aquele chutão do atacante Phillipe Coutinho de fora da área, depois de pegar um rebote, em que mandou a bola no ângulo do goleiro Yann Sommer, aos 19 minutos da primeira etapa, abrindo o placar. Em meio a tantos lances em que a redonda foi muito bem tratada neste Mundial da Rússia, ninguém imagina que parte dela é “made in Brazil”.

A Telstar 18, bola oficial da Copa, da marca Adidas, é construída com material oriundo do Polo Petroquímico de Triunfo. A pelota contém borracha ecologicamente correta fabricada pela Arlanxeo aqui na cidade vizinha. Denominado EPDM Keltan Eco, o componente é o primeiro do mundo feito com etileno de base biológica extraído da cana de açúcar — este um polímero produzido pela Braskem, empresa parceira e também instalada em Triunfo.

A borracha da Arlanxeo é encontrada na camada de espuma logo abaixo da superfície da bola e serve de almofada para garantir características ideais de quique nos jogos. Os materiais utilizados nessa parte da bola devem atender a requisitos como densidade, dureza e peso, além de boa processabilidade. Conforme o fabricante, as características de performance mais importantes, entretanto, são a elasticidade e a resiliência. A gorducha feita com Keltan, que resiste a todas as condições climáticas a longo prazo, já foi testada em jogos de grandes clubes, como o Real Madrid. Além disto, o material aparece em outras aplicações fora do esporte, como na indústria automotiva.

O gerente de projetos de operações de futebol na Adidas, Stefan Bichler, enaltece o apelo ambiental do produto procedente de Triunfo: “Para nós, a sustentabilidade ecológica foi um critério essencial na seleção de produtos para a bola de futebol da Copa. Queríamos criar a nova bola utilizando materiais de alta tecnologia que possuem características de performance impressionantes, além de serem sustentáveis.”

“A Keltan Eco possui as características de qualidade renomadas da borracha EPDM que é feita utilizando matérias-primas fósseis”, compara Martin Kleimeier, diretor de marketing para a linha de negócios Keltan. “Com o portfólio completo da Keltan Eco, desenvolvemos produtos de EPDM que poupam recursos, reduzem o uso de produtos fósseis e possuem pegada de carbono significativamente mais baixa do que os polímeros fabricados convencionalmente”, acrescenta Chretien Rooijakkers, líder global de marketing da linha Keltan.

Conheça melhor a bola

foto: Adidas/Divulgação

A Telstar 18 é inspirada na bola de mesmo nome utilizada no Mundial de 1970, no México, quando a seleção brasileira conquistou o tricampeonato. Na época, os pentágonos pretos e hexágonos brancos foram uma verdadeira revolução de design. Agora, a Adidas a equipa com a mais recente tecnologia, um novo design de painel e uma estrutura de superfície otimizada. Ela possui um chip da NFC embutido e, com isso, os fãs podem obter conteúdo personalizado através de smartphones e interagir com uma comunidade ao redor do mundo.

Sabia mais
— Nas últimas décadas, fabricantes de equipamentos esportivos tinham substituído materiais naturais — a bola de futebol clássica de couro, por exemplo — por plásticos de alta tecnologia que ofereciam melhor performance e qualidade consistente. Com seis tipos de Keltan Eco hoje no mercado, a Arlanxeo apoia o movimento por produtos mais sustentáveis. A borracha, por usar matéria-prima natural, possui uma pegada de carbono significativamente mais baixa do que polímeros derivados de petróleo fóssil.
— A Keltan Eco é a primeira borracha EPDM comercial do mundo produzida de matéria-prima de base biológica. Fornecido pela Braskem, o etileno utilizado neste processo é derivado da cana de açúcar.
— A Arlanxeo, uma joint venture formada entre a Lanxess e a Saudi Aramco, é uma das principais fornecedoras de borracha sintética do mundo. A multinacional está presente no Brasil por meio de quatro unidades no Rio Grande do Sul (duas ficam em Triunfo), Rio de Janeiro e Pernambuco.
— A companhia, líder mundial de borracha sintética, tem cerca de 3.800 funcionários e 20 plantas de produção em nove países. O negócio central é o desenvolvimento, a fabricação e a comercialização de borracha de alta performance para utilização, por exemplo, nas indústrias automotiva, pneus, construção, petróleo e gás.

Deixe seu comentário