Proposta da Festa será encaminhada às entidades do Município e depois debatida com Executivo

Em reunião, realizada ontem, foram apresentados os moldes do evento

A proposta de reativar a Festa da Laranja de Montenegro está cada vez mais próxima. Mais um passo foi dado na manhã de ontem, durante reunião com entidades ligadas ao movimento que busca a retomada da festividade.

Durante o encontro foram apresentadas as idéias centrais que envolvem a realização da festa, investimentos e esboço da programação. Andrisa Mariano, presidente da Associação Montenegrina de Artistas (Amart), conduziu os debates e defendeu que a festa faz parte da história do Município.

“A cidade inicia no Porto das Laranjeiras e durante muito tempo foi a nossa cultura. Está na nossa bandeira, no nosso hino e ainda somos chamados de Porto das Laranjeiras, apesar de não sermos mais o maior produtor de laranjas, mas esta é uma das festas que está mais gravada na memória dos montenegrinos”, argumenta.

O grupo que defende a volta da festa argumenta que movimentaria toda a economia do Município. Como a rota turística, indústria, comércio, artes e o citros de maneira geral.
A partir da reunião de ontem, serão encaminhados convites para que entidades de Montenegro demonstrem interesse, se pronunciando oficialmente. “Se tem interesse em formatar a festa para o ano que vem ou não, depois procuramos o prefeito, antes de dar encaminhamento de qualquer coisa. Aí apenas será feito o encaminhamento da festa da laranja ou não”, explica Andrisa.

Segundo a presidente da Amart, a ideia da Festa é projetar uma média de 70 mil visitantes e ter um investimento de até R$ 600 mil. “Que não é dinheiro público, mas sim de patrocínios, venda de espaços”, adianta ela. A partir da Festa, Andrisa projeta retorno para a economia local de no mínimo R$2 milhões. “Acredito que apenas com isso, dentro de um evento como esses, seriam, no mínimo, cerca de 2 mil funcionários trabalhando, então isso refletiria na economia, com pessoas circulando na cidade e gastando dentro do comércio”, acrescenta.

A última Festa da Laranja foi realizada ainda na década de 60, em 1964. Com esta nova proposta, a Festa da Laranja seria realizada no Parque Centenário, em junho de 2018. “Temos os pés no chão, temos que entender que para o negócio ser bom, precisa ser bom para todos os lados: as entidades de classe, a indústria e o poder público, senão, não acontece”, completa.

 

Deixe seu comentário