Desde 2012, o projeto reúne documentos escritos em alemão gótico. foto: Reprodução/Internet

Iniciativa tem traduzido escritos e documentos históricos

Desde 2012, o Memorial ao Imigrante Alemão está com o projeto “Alemão Gótico”. A iniciativa está coletando dados na região – principalmente nas comunidades evangélicas de Montenegro e da localidade de Costa da Serra – e traduzindo os documentos escritos em alemão gótico para o português. Nesta quinta-feira, 17, ocorre no Memorial um evento para apresentar os resultados deste trabalho até agora.

Interessados precisam se inscrever previamente pelo e-mail “memorialaoimigrante@outlook.com” ou pelo telefone (51) 9985-58232. A apresentação das constatações do projeto ocorre das 19h30 até as 22h. O Memorial fica na rua Licínio Faustino da Silva, 260, no bairro Senai.

Dos achados nos documentos, o coordenador, Eduardo Kauer, destaca como curiosas algumas correspondências da antiga Escola Evangélica dos bispos e padres da cidade, que pediam verbas do Império Alemão, às recebiam, mas com a resposta de que estes não poderiam divulgar sua vinda, principalmente na imprensa.

As prestações de contas mostram que a destinação do dinheiro era em manutenções no prédio e compras de livros e utensílios.

Além dos responsáveis pelo Memorial, o projeto “Alemão Gótico” conta com a colaboração de outras entidades e pessoas, como professores e pastores. O projeto seguirá após o evento de divulgação dos resultados, resgatando a história e destacando o papel do imigrante alemão.

Deixe seu comentário