Diego Coitinho é chefe do Cartório Eleitoral

Para evitar filas, Justiça Eleitoral orienta que a população atualize o seu Título de Eleitor antes do prazo final

Até o fim do primeiro semestre de 2017, o Cartório Eleitoral de Montenegro realizou a atualização de 1.178 eleitores, número que equivale a apenas 25,38% da meta projetada para o ano, que é de 4.462. De acordo com o responsável pelo serviço, Diego Coitinho, o objetivo é cadastrar biometricamente, neste ano, 10% do eleitorado do município, que no final de 2016 era de 46.415 pessoas.

“Recomendamos ao eleitor que compareça ao Cartório Eleitoral para a coleta dos dados biométricos, possibilitando, nas próximas eleições, a habilitação ao exercício do voto a partir das impressões digitais”, chama Diego. Para os eleitores de Montenegro, o recadastramento ainda não é obrigatório, mas o recomendado é que seja feito o quanto antes, evitando filas, tradicionalmente registradas no prazo final, onde os eleitores perdem horas para realizar um procedimento que dura, em média, dez minutos.

Os que realizaram alguma alteração cadastral depois do dia 1º de maio de 2013, quando a coleta de dados biométricos foi implementada, não precisam realizar o procedimento novamente. “Nestes casos, o Título de Eleitor possui a inscrição ‘identificação biométrica’ no canto superior direito do documento”, aponta Coitinho.

A atualização do Título de Eleitor é gratuita e o novo documento é entregue na hora. Os documentos necessários para fazer o recadastramento, bem como a transferência de município, estão listados abaixo. “Recomendamos que o eleitor, caso tenha dificuldade para comprovar a residência, ligue previamente para o Cartório a fim de verificar a documentação apta a esta finalidade”, explica Coitinho.

Para mais informações, os interessados podem entrar em contato com o Cartório Eleitoral pelos telefones (51) 3632-3880 e (51) 3632-8568 ou pelo e-mail zon031@tre-rs.jus.br. O serviço está localizado na rua doutor Bruno de Andrade, 1809 – bairro Timbaúva. O horário de atendimento é das 10h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Atendimentos podem ser agendados
O eleitor pode agendar seu atendimento no site do TRE-RS. Quando chegar ao Cartório, esta pessoa terá preferência em relação às demais. “Caso compareça algum eleitor que não tenha agendado previamente o atendimento, este será atendido à medida que houver vagas disponíveis. Os que não puderem ser atendidos dentro do horário de expediente, serão agendados para os próximos dias”, explica Diego.

O agendamento é muito simples e pode ser realizado pelo site do TRE/RS (www.tre-rs.jus.br), na opção ‘Agendamento de Atendimento’, disponível no menu ‘Serviços ao Eleitor’. Atualmente, são disponibilizados 56 atendimentos, mediante agendamento, por dia.

Documentos para fazer o recadastramento
– Alistamento Eleitoral (1º Título de Eleitor);

– Ter 16 anos completos;

– Documento de Identidade (RG ou Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento ou Carteira de Trabalho);

– CPF (não é obrigatório);

– Comprovante de Alistamento Militar ou Certificado de Dispensa de Incorporação (obrigatório somente para os homens nascidos em 1999, ou em anos anteriores, que farão o primeiro título);

– Comprovante de residência no próprio nome, emitido há no máximo três meses (contas de água, luz, telefone, notas fiscais, correspondências recebidas no endereço, Carteira de Trabalho assinada em empresa sediada no município).

Para fazer a transferência de município
– Documento de Identidade (RG ou Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento ou Carteira de Trabalho ou Carteira de Motorista);

– CPF (não é obrigatório);

– Ter, no mínimo, três meses de residência no município e um ano desde a última transferência ou alistamento eleitoral;

– Comprovante de residência no próprio nome, emitido entre três meses e um ano anterior ao requerimento (contas de água, luz, telefone, notas fiscais, correspondências recebidas no endereço, Carteira de Trabalho assinada em empresa sediada no município).

Deixe seu comentário