Mesmo passando por um desabastecimento em nível nacional da vacina BCG, o setor de Imunizações, ligado à Vigilância Sanitária de Montenegro, recebeu algumas doses da vacina na última semana. Devido a problemas no laboratório produtor brasileiro, os municípios passaram a ser abastecidos com um quantitativo diminuído, sendo necessário o agendamento dos recém-nascidos a fim de evitar desperdícios de doses e, consequentemente, uma baixa cobertura vacinal.

O setor de Imunizações, neste momento, está entrando em contato, via telefone, de acordo com a ordem do agendamento prévio. A enfermeira responsável pelo serviço, Nicole Ternes, no entanto, destaca que a vacina Pentavalente permanece em situação de desabastecimento. No mês de fevereiro, o setor não recebeu nenhuma dose e o país encontra-se sem a vacina. A BCG protege contra formas graves de Tuberculose e deve ser feita o mais precoce possível, podendo ser aplicada desde o nascimento até cinco anos incompletos.

Deixe seu comentário