Dona Eli Maria Rech, de 77 anos, descobriu, depois de aposentada, um talento que guardava há muito tempo: a arte. Com a febre dos livros para colorir, ela conheceu uma forma de ocupar o tempo, se distrair e criar peças que expressam seus sentimentos. “Essa é uma coisa muito boa”, comenta ela. Hoje, os livros e os lápis de cor fazem parte da rotina da aposentada.

Compartilhar

Deixe seu comentário