Monalysa Alcântara, Demi-Leigh Nel-Peters, Miss Universo, África do Sul, autodefesa
Crédito: reprodução internet

A África do Sul, representada por Demi-Leigh Nel-Peters, levou o Miss Universo 2017. A modelo de 22 anos chamou a atenção desde o início do concurso. E não apenas pela beleza e simpatia que desfilou na passarela. Ela contou que já foi sequestrada e conseguiu golpear o bandido, saindo ilesa. O episódio fez com que ela passasse a ensinar técnicas de autodefesa às mulheres de seu país. As representantes da Colômbia e da Jamaica ficaram com a segunda e terceira posição, respectivamente. Monalysa Alcântara levou o Brasil até o Top 10.

fotos, bailarina, pai e filha, Herbert Pereira da Silva e Meline, interior de São Paulo
Crédito: reprodução internet

Bailarina
Essa é a Meline, de dois anos. Ela está bastante feliz. Tudo porque seu pai, o metalúrgico Herbert Pereira da Silva, de 34 anos, satisfez seu desejo. Qual? Um ensaio de fotos com o tema “bailarina”. As fotos serão utilizadas na decoração da festa de aniversário de Meline, que tem o balé como tema. A mãe da pequena, Alessandra, garante que o pai faz de tudo para agradar Meline.

 

 

príncipe, Harry, família real britânica, Meghan Markle, casamento
Crédito: reprodução internet

Príncipe
O mistério chegou ao fim. O príncipe deixará o time dos solteiros. A família real britânica anunciou essa semana que o príncipe Harry, filho mais novo de Charles e Diana, e quinto na linha de sucessão ao trono no Reino Unido, se casará em 2018. A noiva será a atriz norte-americana Meghan Markle. O relacionamento dos dois teve início em 2016.

Giovanna Ewbank, Bruno Gagliasso, Titi, Day McCarthy, preconceito, racismo
Crédito: reprodução internet

Caso de polícia
Titi, filha dos atores Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, foi chamada de “macaca”, em um vídeo gravado pela blogueira e socialite Day McCarthy. “A menina é preta. Tem o cabelo horrível de pico de palha. Tem o nariz de preto horrível. E o povo fala que a menina é linda”, é dito na gravação. Bruno Gagliasso levou o caso às autoridades policiais. Identificada como Dayane Alcântara Couto de Andrade, brasileira residente no Canadá, ela será chamada para depoimento por meio de colaboração jurídica entre os dois países.

Deixe seu comentário