Paulo Renato Petry está pronto

Final de ano é época de reunir a família e festejar a passagem de mais um ciclo. Muitos aproveitam para descansar, viajar para a praia e para a casa de familiares. No entanto, a virada do ano de Paulo Renato Petry, 51 anos, será um tanto quanto diferente dessa vez. Nas primeiras horas do dia 26 de dezembro, após o Natal, o funcionário público montenegrino vai subir em sua bicicleta para iniciar a viagem mais desafiadora da sua vida. Durante 60 dias, Paulo vai pedalar em direção a Ushuaia, na Argentina.
Serão 4.860 quilômetros percorridos sobre duas rodas até a cidade mais meridional do planeta, em uma tradição que dura praticamente 12 anos. Em 2006, viajou de bicicleta até Brasília, a capital nacional. Quatro anos depois, foi até o Chile. Em 2014, viajou para o Uruguai. “Tenho uma meta ciclística. A cada quatro anos, faço uma viagem de bicicleta de pelo menos dois mil quilômetros. A proposta de Ushuaia é a mesma, mas agora o furo é mais embaixo”, ressalta Paulo.
As outras três viagens longas realizadas pelo ciclista de Montenegro não foram tão desafiadoras como esta. A ideia é percorrer cerca de 90 a 100 quilômetros por dia no primeiro trecho e 60 quilômetros no trecho final, já que terá mais vento, o que dificulta para o ciclista. “Vou sozinho, é uma viagem diferente. Estarei com 50 quilos de bagagem. São praticamente 3.000 quilômetros na Patagônia, será um desafio mental também. Minha projeção é encontrar outros ciclistas no caminho”, diz.
O retorno de Paulo para o Vale do Caí está previsto para o dia 28 de fevereiro, de avião. Bem preparado física e psicologicamente, o ciclista destaca a importância do apoio da família para realizar a viagem. “Só faço esse tipo de viagem com o apoio deles (familiares). Sempre gostei de andar de bike. Fiz minha primeira viagem com 13 anos. O planejamento é muito legal. É uma experiência de vida, uma aventura muito complexa, de muitas nuances”, completa.

Deixe seu comentário