Notícia falsa voltou a ganhar força nas redes sociais e levou o Tribunal Superior Eleitoral a fazer um esclarecimento

Uma mensagem falsa que circula na internet desde 2010 voltou a ganhar destaque em redes sociais, como Facebook e Whats app, nas últimas semanas. Seus autores defendem o voto nulo e dizem que, se essa opção alcançar maioria no pleito de outubro, quando serão escolhidos novos governadores, deputados, senadores e presidente da República, a eleição é anulada e todos os candidatos ficam impossibilitados de concorrer novamente. Não é verdade!

O rumor ganha apresentações diferentes de tempos em tempos para chamar a atenção de quem o recebe nas redes sociais. Já foi apresentado falsamente como se fosse uma carta do juiz federal Sérgio Moro e também como recado de um programa de televisão policialesco. A verdade é que a eleição só é cancelada quando a maior parte dos votos fica nula em razão de uma irregularidade/cassação da chapa do vitorioso. Caso contrário, os votos não são considerados válidos. E para decretar a vitória de um candidato, só os válidos interessam (os brancos e nulos são excluídos da conta).

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, ainda que 99% dos votos fossem nulos, estaria eleito aquele que teve mais indicações entre os 1% que votaram corretamente. Do ponto de vista prático, é impossível anular uma eleição desta maneira. A confusão, segundo o TSE, ocorre devido a uma interpretação errada do artigo 224 do Código Eleitoral. “A nulidade a que a legislação se refere diz respeito a votos tornados nulos por decisão judicial (devido à prática de abuso de poder político, por exemplo)”, ressalta o Tribunal em nota oficial.

A multiplicação da fake news (notícia falsa) levou a direção do Tribunal a produzir e a divulgar um vídeo com esclarecimentos. Ele pode ser acessado através do QR Code abaixo.

O QUE DIZ A MENSAGEM?
VOTO NULO = 000 + TECLA VERDE
Campanha vai e campanha vem, você se acha na obrigação de escolher uma dessas figuras (“o tal do” ou o “menos ruim”) e com isso acaba afundando mais o nosso país!
Mas, aí você diz: “nesse caso, não temos saída”.
Engano seu.

O QUE VOCÊ NÃO SABE É QUE, SE NUMA ELEIÇÃO HOUVER MAIORIA DE “VOTOS NULOS”, É OBRIGATÓRIO HAVER NOVA ELEIÇÃO COM CANDIDATOS DIFERENTES DAQUELES QUE PARTICIPARAM DA PRIMEIRA!!!

Ainda não entendeu?
Se você e muita gente votasse nulo, seria obrigatório haver uma NOVA ELEIÇÃO e esses pilantras não poderiam concorrer ao mesmo cargo político, pelo menos, por mais 4 anos!
Segundo a legislação brasileira, se a eleição tiver 51% de votos nulos, o pleito é ANULADO e novas eleições têm que ser convocadas imediatamente; e os candidatos não eleitos ficarão IMPOSSIBILITADOS DE CONCORRER NESSA NOVA ELEIÇÃO!!!
É disso que o Brasil precisa:
Um susto nessa gente!
Esta campanha vale a pena!
N U L O neles!!!
POR FAVOR, DIVULGUE, PELO MENOS COMO UM TRABALHO DE UTILIDADE PUBLICA, PARA QUE AS PESSOAS SAIBAM SEUS PRECIOSOS DIREITOS ELEITORAIS!
Leve isto a sério! O Brasil precisa de cidadãos sérios! Chega de cidadãos mais ou menos sérios!

Deixe seu comentário