FOTO: DIVULGAÇÃO/INTERNET

Circula no WhatsApp uma mensagem com áudio dizendo que o Brasil teria um surto de vírus Influenza “H2N3”. De acordo com a mensagem, um casal teria morrido vítima da doença em Rio Claro e teria sido sepultado com o caixão lacrado. Segue junto um áudio creditado à diretora do Hospital das Clínicas.

O Ministério da Saúde divulgou uma nota informando, no entanto, que não existe esse subtipo do vírus no País. “O Brasil possui uma rede de unidades sentinelas para vigilância da influenza em todos os estados. Com esta rede é possível monitorar a circulação do vírus influenza por meio da captação de casos de síndrome gripal (SG) e síndrome respiratória aguda grave (SRAG)”, informa o órgão. Trata-se, portanto, de uma Fake News (notícia falsa).

Foto: Reprodução WhatsApp

Os vírus de influenza que atualmente circulam no Brasil são o influenza A/H1N1pdm09, A/H3N2 e influenza B. A vacina contra gripe, cuja campanha inicia nos próximos dias, protege contra estes tipos de três vírus.

“O Ministério da Saúde se mantém vigilante quanto à circulação de vírus influenza no Brasil” diz, ainda, a nota do Ministério.

Em 2018, até 07 de abril, foram registrados 286 casos de influenza em todo o país, com 41 óbitos. Do total, 71 casos e 12 óbitos foram por A/H3N2. Em relação ao vírus A/H1N1pdm09, foram registrados 116 casos e 16 óbitos. Ainda foram registrados 52 casos e 6 óbitos por influenza B e os outros 46 casos e 7 óbitos por influenza A não subtipado. Em 2017, o vírus influenza A/H3N2 foi predominante no Brasil durante a sazonalidade e foram registrados 2.691 casos e 498 óbitos por influenza; até a SE 14 de 2017 haviam registrados 344 casos de influenza no país, com 59 óbitos.

Deixe seu comentário