O sul do Brasil se torna a partir de agora num dos destinos mais procurados por quem quer passear e relaxar. Com as temperaturas mais amenas, destinos da Serra Gaúcha ganham força e atraem desde quem gosta de turismo rural, aqueles à procura de boa e farta mesa ou os apaixonados pelo maravilhoso paraíso de chocolate e dos vinhos. A Serra, que tem atrações durante todo o ano, vira nessa época um deslumbre a parte.

E alguns pacotes trazem especiais atrações para quem gosta de história e quem é do Vale do Caí. Andrisa Mariano, proprietária da agência de turismo Belo Sul, explica que a região da uva e do vinho tem ligação muito forte o povo de Montenegro e do Vale do Caí. Isso porque os italianos que colonizaram a região chegaram pelo Porto das Laranjeiras. Localidades que hoje atendem pelos municípios de Garibaldi e Bento Gonçalves pertenceram a Montenegro no passado.

“Toda essa região é muito importante para nós. A história deles é também parte da nossa”, comenta. O trajeto que hoje é feito em uma hora de Montenegro até a Serra, na época da colonização chegava a levar 15 dias. Eles chegavam de vapores pelo Cais e subiam de carroças e mulas a Serra Gaúcha.As atrações que contam essa história são inúmeras, mas Andrisa destaca três rotas para conhecer.

Vale dos Vinhedos
A região conhecida como Vale dos Vinhedos envolve quatro municípios: Bento Gonçalves, Garibaldi, Monte Belo do Sul e Santa Tereza. São mais de 60 possíveis pontos de visitação, dos quais os visitantes poderão conhecer alguns em pacotes um ou dois dias. É possível visitar algumas vinícolas, além de experimentar almoços e cafés típicos.

Entre as paradas obrigatórias, está a propriedade da Família Tasca. Lá os visitantes assistem um vídeo que reconta o trajeto de Montenegro até a Serra. A Casa do Filó e o Memorial do Vinho também são atrações importantes para dar ao visitante a oportunidade de conhecer a história do imigrante italiano e de sua lida no campo, além de fazer fotos. Das vinícolas, Marco Luigi e Miolo são as mais visitadas. Vale conhecer também a Capela das Neves. Construída em época de seca extrema, na falta da água, os construtores usaram vinho na estrutura.

Caminhos de Pedra
A rota turística dos Caminhos de Pedra é histórica, mas com bastante espaço para degustação das comidas típicas. O passeio começa pela área onde existiram os antigos barracões, nos quais os italianos eram alojados antes de ir para suas terras. A Casa do Tomate e o Persona Fotos são alguns dos 71 pontos de parada. Serão observados pelo caminho vários “Capiteis”, pequenas construções, surgidas de promessas feitas pelos italianos após encontrar dificuldades nas novas terras.

Hoje, a região é patrimônio tombado pelo Estado. E, além da degustação de comidas típicas, é encontrado artesanato e casas preservadas. Destaque para a visitação da Cantina Strapazzon, que serviu de cenário ao filme “O quatrilho”.

Maria Fumaça
Essa é uma rota totalmente diferente das demais. Num passeio de Maria Fumaça que dura aproximadamente 1h30min, os visitantes aproveitam não apenas as belas paisagens como as apresentações artísticas de música e dança que ocorrem no interior do veículo. Além disso, há degustações de vinho, espumante e suco de uva. Um passeio que pode ser feito junto da viagem é a visita ao parque Epopéia Italiana. O parque temático retrata a vinda de Gênova, na Itália, a Bento Gonçalves, a partir da história real dos imigrantes Lásaro e Rosa, casal que fez o trajeto e se instalou em terras gaúchas. Por meio de uma série de cenários a história passa à frente dos visitantes, sendo o centro de Bento Gonçalves o último a ser mostrado.

Malhas e muito chocolate

Apesar da Serra Gaúcha receber turistas o ano todo. É no clima mais frio que ela mais atrai olhares. Na temporada de outono/inverno, as fábricas de chocolate, cafeterias e os museus são muito procurados. As cidades da Serra remetem ao chocolate o ano todo, mas é nessa época que as chocolaterias parecem mais vibrantes.

A região oferece destinos interessantes para quem quer se deliciar. O turismo rural é uma opção rica em história e delícias. No interior de Gramado, os roteiros agroturísticos “Tour no Vale” e “O Quatrilho” passam por propriedades tradicionais e pontos turísticos em pacotes de um ou dois dias. Há na região também os parques temáticos como o Estadual do Caracol, em Canela; o Parque Temático Terra Mágica da Florybal, também em Canela; e o Aldeia do Imigrante, em Nova Petrópolis.

Deixe seu comentário