REUNIÃO para debater agendamento de consultas na Secretaria de Saúde aconteceu na Câmara de Vereadores. Sugestões serão levadas ao Prefeito

Parlamentares aguardam retorno do prefeito Kadu para que a forma dos agendamentos na Assistência seja reavaliada

Consultas são marcadas na Secretaria Municipal de Saúde (Assistência) mediante agendamento pelo telefone (51) 3632-3102, o que gera inúmeras queixas dos usuários. Com o objetivo de minimizar esse problema, os vereadores se reuniram com representantes do Executivo para buscar alternativas.

Juarez da Silva (PTB), responsável por dar o primeiro passo para que o encontro acontecesse, lamentou a ausência da secretária da Saúde, Ana Maria Rodrigues. Ela avisou minutos antes do início da reunião que teria outro compromisso inadiável no mesmo horário. “É, no mínimo, uma falta de consideração. Não com nós, parlamentares, mas com a comunidade”, lamenta Silva.

Ainda conforme o legislador, há o número fixo, que serve de atendimento a todos os serviços da Secretaria e também para a marcação das consultas, o que dificulta o acesso para a população. Na sequência, Juarez comentou que, além de muitas vezes não conseguirem marcar horário com o médico indicado, os usuários sequer chegam a falar, já que o telefone está sempre ocupado.

A sugestão do presidente da Câmara, Neri de Mello Pena (PTB), o “Cabelo”, é a Secretaria da Saúde disponibilizar um fone 0800 destinado à marcação de consultas. “As famílias de baixa renda não têm créditos o suficiente no celular para fazer a ligação para um telefone fixo”, alerta Cabelo. Ele acredita que a medida, além de facilitar o acesso da comunidade através de telefonema gratuito, também irá diminuir o tempo de espera para se conseguir uma ligação.

Conforme o secretário de Gestão e Planejamento, Rafael Riffel, já existe um grupo na Prefeitura fazendo o levantamento, em cada secretaria, da quantidade de linhas telefônicas existentes, as demandas e sua utilização. Quanto ao número 0800, Riffel afirmou que irá levar a sugestão ao prefeito Carlos Eduardo Müller, pois concorda que a marcação de consultas precisa ser reavaliada.

Os vereadores irão aguardar o retorno do prefeito ao que foi solicitado. Caso necessário, farão nova reunião para discutir o assunto.
Representando o Conselho Municipal de Saúde, também compareceu à reunião Sérgio Dalcin, além da assessora especial da Secretaria Municipal da Fazenda, Juliana Valim Müller.

Deixe seu comentário