(Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil, em cumprimento de dois mandados de busca e apreensão, prendeu um homem por porte ilegal de arma na manhã desta quarta-feira, dia 13, em Montenegro. Francisco Santos da Rosa, conhecido como Chicão, de 38 anos, estava com dois revólveres, um calibre 38 com numeração rapada e outro, 32, no momento da ação.

Também foram encontrados R$ 9.230,00 em dinheiro, além de celulares e um computador, entre outros objetos. O fato ocorreu por volta das 7h, nas proximidades da Praça São Pedro, no bairro Timbaúva.

No momento da chegada dos agentes, o indivíduo jogou uma quantidade de entorpecentes na privada e deu a descarga. No vaso sanitário, havia restos de material usado para embalar a droga. Ele também será investigado pelo crime de tráfico.

Francisco já havia sido alvo de investigação durante a Operação Fênix, em novembro de 2016. Na oportunidade, também chegou a ser cumprido mandado de busca e apreensão na casa dele, mas nada foi localizado.

Como a porte de revólver com numeração raspada equivale ao de arma de uso restrito, o crime é inafiançável. Por isso, ele será encaminhado ao sistema prisional.

O outro mandado foi cumprido em uma residência do bairro Ferroviário. Contudo, ninguém foi preso, pois os policiais não encontraram prova da realização de algum crime.

A ação foi desenvolvida pela 1 ª Delegacia de Polícia de Montenegro, com apoio da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), da delegacia de Salvador do Sul, e do Serviço de Inteligência e Análise Criminal (Sipac) da Central de Polícia Regional do Vale do Caí. Participaram da iniciativa coordenada pelo delegado Marcos Eduardo Pepe 11 policiais, quatro viaturas e o cão de faro da região.

O delegado Pepe, responsável pela 1ª DP durante as férias do titular Paulo Ricardo Costa, destaca o fato de o preso não ter reagido. “As duas armas, cada uma com seis munições, não estavam ao alcance dele, pois foram encontradas em um roupeiro”, explica.

Deixe seu comentário