Escola do campo é referência na comunidade, que demonstrou preocupação com possível municipalização de turmas de Ensino Fundamental

Polêmica. EEEM São José do Maratá continuará com oferta do 1º ao 9º ano

Se Estado e Prefeitura mantiverem o seu posicionamento, a comunidade escolar da Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) São José do Maratá não mais precisará se preocupada com a possível municipalização das turmas de Ensino Fundamental do educandário. Para o diretor Júlio Ricardo Hoerlle, o posicionamento dos órgãos públicos traz tranquilidade para a única escola estadual do município.

Executivo de São José do Sul comunicou o Governo do Estado que
não tem interesse em absorver turmas do Ensino Fundamental

Segundo Júlio, ele ficou sabendo através da diretoria da 2ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) que estariam ocorrendo tratativas para a municipalização gradual das turmas do Ensino Fundamental da escola. Entendendo que a ação seria prejudicial para a instituição de ensino, o diretor reuniu o Conselho Escolar e também convocou uma assembleia da qual participaram o prefeito Silvio Kremer e o secretário municipal de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, Sidnei Gustavo Schommer.

Conforme Sidnei, em encontro na última semana no Departamento de Articulação com os Municípios (DAM) da secretaria da Educação (Seduc), o Município informou o Estado que não tem interesse em absorver na rede municipal as crianças do Ensino Fundamental da EEEM São José do Maratá. Já o prefeito reforçou que o Executivo é parceiro da escola, atendendo-a na medida do legal. Sílvio salientou que vem buscando recursos para realizar a necessária obra para retirar os banheiros do mesmo bloco que a cozinha e também para o fechamento do ginásio da escola.

Por meio de sua assessoria de comunicação, a Seduc informou que sua posição oficial é de que não existe nenhum processo relacionado à municipalização de turmas em São José do Sul. O órgão informou ainda que uma consulta feita pelo Executivo local mostrou que a comunidade não era favorável ao processo e por isso ele não teve andamento.

Deixe seu comentário