primeiro ato do prefeito foi recepcionar os vereadores e a imprensa

Terceiro prefeito em dois anos, Carlos Eduardo Müller deve anunciar hoje uma série de mudanças nas secretarias

O clima na Câmara, ontem à tarde, era de expectativa pela chegada do vice-prefeito Kadu Müller. Ele assumiu o cargo depois que o prefeito Aldana foi notificado oficialmente de seu afastamento das funções de chefe do Executivo, através de determinação judicial obtida pelo Ministério Público, por um prazo de 180 dias.

Quase todos os vereadores estavam presentes no ato simbólico de posse, conduzido pelo presidente do Legislativo montenegrino, Neri de Mello Pena. No documento lido pelo presidente no plenário consta que, por força do artigo 79 da Constituição Federal e do artigo 62 da Lei Orgânica do município, o vice-prefeito assumirá temporariamente o cargo de prefeito municipal.

Ainda em um plenário repleto de assessores parlamentares e simpatizantes, Carlos Eduardo Müller, o Kadu, cumprimentou o presidente e fez seu primeiro pronunciamento público na nova condição. “Assumir a função de prefeito é um desafio muito grande. Será um período onde vamos fazer uma junção de esforços para trabalhar com clareza, transparência e união”, garantiu.

Logo em seguida, o prefeito falou por cerca de dez minutos com a imprensa na sala de reuniões da Câmara. Ele assegurou a realização do concurso público no próximo fim de semana. Quanto aos cargos de confiança, o prefeito afirmou que vai fazer uma análise detalhada dos CCs em busca da recomposição do governo. “Ainda não tenho governo montado.Vou chamar gente da minha confiança. Agora é o Solidariedade que tem um prefeito”, destacou. Quanto às contas da Prefeitura, Kadu aponta que vai buscar estancar os gastos. “O município tem problemas financeiros, atrelados a um problema político. Esse é o processo de gestão que vamos adotar para que o município tenha saúde financeira”, afirmou.

DEPOIS da posse, Kadu chegou ao Palácio Rio Branco na companhia do presidente da Câmara de Vereadores, Neri Pena. Ele pretende contar com o apoio do Legislativo para governar e assegura que a relação entre os dois poderes
será pautada pelo diálogo

Composição da nova base governista
Neste primeiro momento, o prefeito afirmou que ainda não tem prazo para montar a equipe de governo. Müller também apontou que a comunidade não pode ser penalizada pelos erros da Administração. A empresa que tem contrato para realizar o transporte escolar está sendo investigada pelo Ministério Público. “Vamos providenciar o transporte escolar para as crianças, sem que isso nos comprometa com a justiça”, destacou.

Ao sair da Câmara, o prefeito e o presidente da Câmara se dirigiram ao Palácio Rio Branco. Kadu passou por alguns setores da Prefeitura cumprimentando os servidores da casa e pedindo o apoio de todos para essa nova gestão que se inicia. Ele foi recebido calorosamente por alguns funcionários. Já no gabinete do prefeito, fez mais um pronunciamento, desta vez, voltado ao presidente da Câmara e aos vereadores que acompanhavam a agenda. “Quero deixar este espaço aberto ao diálogo e à transparência. Trabalho em equipe. Que bom que tenhamos divergências, pois elas nos levam a decisões acertadas”, destacou o prefeito, que colocou o gabinete à disposição dos vereadores em prol da comunidade.

DEPOIS da posse, Kadu chegou ao Palácio Rio Branco na companhia do presidente da Câmara de Vereadores, Neri Pena. Ele pretende contar com o apoio do Legislativo para governar e assegura que a relação entre os dois poderes
será pautada pelo diálogo

O vereador Márcio Müller, do Solidariedade, se diz otimista com a nova gestão. “O Kadu é uma pessoa preparada, que não leva rancores. Isso é importante na política”, destacou. Já a vereadora Rose Almeida, do PSB, destacou que Kadu só é governo por causa da coligação com os socialistas. “Viemos saudar o prefeito Kadu. O relacionamento deve ser de sintonia entre os dois poderes”, frisou Rose.

O presidente da Câmara, Neri Pena, aponta que o processo de Impeachment do prefeito afastado Luiz Américo Aldana vai prosseguir na casa e ainda ressaltou, mais uma vez, o diálogo como um caminho para a governabilidade. “A Câmara vai fiscalizar. Não somos oposição e acredito que, de agora em diante, nosso município deve tomar um rumo melhor”, aposta Neri.

Hoje, 10, às 9h da manhã, vai ocorrer uma coletiva de imprensa, na sede da ACI, com o prefeito Kadu. Ele deve anunciar quais serão as novas diretrizes do governo municipal e apresentar novos secretários.

Deixe seu comentário