Durante a reinauguração, na tarde desta sexta-feira, houve bênção ecumênica. Atendimento será das 8h às 12 e das 13h às 17, a partir de segunda-feira

Fechado em 2015, o posto de saúde passou por obras e foi devolvido à comunidade na sexta-feira

Moradora da Vila Esperança há 32 anos, Tereza Rodrigues de Amorim Souza, 62 anos, acompanhou o crescimento da comunidade. “Quando vim pra cá, não tinha escola, não tinha postinho de saúde”, cita. Testemunha de acontecimentos importantes do lugar, ela lamentou a interdição do prédio da Estratégia de Saúde da Família (ESF) II, em 2015, e, na tarde da última sexta-feira, estava feliz na reinauguração do espaço. O atendimento recomeça na segunda-feira.

Maria Aparecida dos Santos Wilane, Débora dos Santos Wilane, Aládia Fernandes e Tereza Rodrigues de Amorim de Souza moram na Vila Esperança e comemoraram a reabertura do “postinho”

“Tenho diabetes, pedra na vesícula e problema nos nervos, com o postinho aqui vai ficar mais fácil”, observa. Sua vizinha Aládia Fernandes, 79 anos, também é moradora antiga da Vila. “Já faz uns 30 anos que vim pra cá, meus filhos ainda eram pequenos”, afirma. Ali a família cresceu. Seus filhos, netos e bisnetos também moram na Esperança e todos comemoram a reabertura do posto. “Vai ser muito melhor agora, era longe ter que levar até as crianças na Assistência”, acrescenta Débora dos Santos Wilani, 25 anos, neta de Aládia.

O prédio havia sido fechado em julho de 2015, quando foi interditado devido a comprometimento da estrutura elétrica e infiltrações. Durante mais de um ano, a comunidade passou a ser atendida em um ginásio de esportes próximo, mas, após chuvas, esse local também foi considerado impróprio e o atendimento interrompido em 2016. Desde então, a comunidade precisava se deslocar até a Secretaria de Saúde, a “Assistência”, onde foi criado um espaço para receber aqueles que utilizavam a ESF II. Depois de solucionados os problemas que levaram à interdição, a unidade foi finalmente devolvida à comunidade.

Durante a solenidade de sexta-feira, o protocolo iniciou com um breve resumo dessa trajetória. Houve uma bênção ecumênica com o padre Ricardo Nienov, da paróquia Sagrado Coração de Jesus, e do pastor Robson Perres, da Igreja do Evangelho Quadrangular. A secretária municipal da Saúde, Ana Maria Rodrigues, salientou que a reabertura do espaço é fruto do trabalho de várias pessoas e elogiou o desempenho de sua equipe. Ela acrescentou que o local terá mais serviços com a inclusão de uma médica ginecologista obstetra.

O presidente da Câmara, Érico Velten (PDT), lembrou que os vereadores aprovaram a abertura de crédito para uso na reforma das instalações e destacou a importância de união entre Legislativo e Executivo. O prefeito Carlos Eduardo Müller, o “Kadu”, destacou a importância do momento, pela reabertura do posto. “Aproveitem, usem, a estrutura está aqui à disposição”, afirmou. Houve ainda apresentação do Grupo Amor e Arte – Levando Alegria à Comunidade e, logo após, a porta foi aberta e a comunidade aproveitou para visitar o espaço reestruturado.

Grupo Amor e Arte – Levando Alegria à Comunidade se apresentou durante o evento

Deixe seu comentário