Após ser condenada em 2013, escola passou por incêndio em 2016. CRÉDITO: Divulgação/Iemar

A comunidade escolar do Instituto Estadual de Educação Manoel Almeida Ramos (Iemar) recebeu hoje uma notícia esperada desde 2013: a instituição será – finalmente – reformada. Em evento no Palácio Piratini, o governador José Ivo Sartori assinou a ordem de início para dez obras na área da Educação, entre elas a da reconstrução da única instituição de Ensino Médio de Capela de Santana. O trabalho está avaliado em R$ 269.593,11.

Conforme a diretora Miriam Horbach Scherer, a sensação do momento de assinatura foi algo quase inacreditável. “(A escola) é uma legítima fênix”, disse ao lembrar que após o prédio ser condenado em 2013 ele foi incendiado em 2016, como já havia ocorrido na década de 1970. Ela salientou que o documento assinado determina que em até 100 dias deve ser feito o projeto para a obra, que apenas depois será executada. “A execução é o segundo passo, mas já dá para comemorar. Sem o primeiro passo não há o segundo”, celebrou.

De acordo com a diretora, durante um ano e meio o Iemar ocupou o Centro de Treinamento da Mecanização da Lavoura da Escola Estadual de Educação Profissional Visconde de São Leopoldo, localizado em Capela de Santana. Lá, estudantes e professores passaram por diversos problemas, como dias seguidos sem luz ou água. Após muito batalhar, a escola conseguiu se realocar e passou a ocupar a parte inferior do salão paroquial da comunidade católica de Capela de Santana.

Atualmente, o Instituto Estadual de Educação Manoel Almeida Ramos possui aproximadamente 500 alunos e atende toda a demanda do município do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º ano do Ensino Médio.

Deixe seu comentário