Biometria está sendo testada em alguns Detrans e, embreve, valerá para todo o Estado. Foto: Divulgação/Detran RS

O Detran RS começou, nessa segunda-feira (18), a implantação da biometria em mais uma etapa do processo de habilitação de condutores. O candidato que fizer a prova teórica impressa nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) também passará pelo controle. Em um primeiro momento, a leitura será feita em 34 CFCs. Até o final de janeiro, todos os Centros do Rio Grande do Sul que disponibilizam provas teóricas impressas terão a obrigatoriedade da realização da leitura da digital dos candidatos. Nesta semana, começa também um piloto na etapa do exame médico, que será realizado no CFC Dorneles, em Porto Alegre.

A implantação da biometria no processo de habilitação está prevista em legislação federal e vem sendo instaurada gradativamente. Hoje, os candidatos precisam realizar a leitura na abertura do processo de habilitação, em todas as salas de prova teórica eletrônica e em parte das aulas teóricas. Ao longo de 2018 será implantada a biometria também nos exames médico e psicológico, aulas e provas práticas.

Além de maior segurança e agilidade, um dos grandes benefícios da identificação biométrica é a dispensa do formulário físico e, consequentemente, do armazenamento de toneladas de papel. A biometria soma-se a uma série de projetos de modernização, que visam a qualificar o processo de habilitação e incluem os simuladores de direção, o monitoramento eletrônico e a filmagem das aulas e provas, e o prontuário médico eletrônico.

“Estamos nos preparando para a virtualização completa: acabar com o papel, modernizar o Estado e oferecer mais facilidades ao cidadão”, explicou o diretor-geral do Detran RS, Ildo Mário Szinvelski.

Deixe seu comentário