Devoção. Comunidade da região levou imagem de Nossa Senhora, em procissão, da igreja até a Cascata Maratá

A devoção à Nossa Senhora de Lourdes faz com que, pelo menos uma vez ao mês, o aposentado Rui Elgoesabal, 68 anos, visite a gruta dedicada à santa, junto à Cascata Maratá. Dessa vez, a visita no dia da Santa teve um objetivo ainda maior: seu Rui levou consigo um quadro, com a oração de Nossa Senhora de Lourdes, protetora dos enfermos.

“Eu já trouxe outros. Mas vai ficando velho e tem que renovar”, conta. Esse é o terceiro exemplar que ele deixa na gruta. Sempre com a bênção do padre. O aposentado não entra em detalhes, mas revela que é muito devoto de Nossa Senhora de Lourdes e já recebeu graças da santa. Morador de Montenegro, a distância não o impede de acompanhar a celebração dedicada a ela. “A família sempre vem junto. Todos são muito devotos. Só hoje que não deu pra minha esposa vir”, revela.

A celebração desse domingo foi especial: realizada exatamente no dia de Nossa Senhora de Lourdes, a homenagem foi também, a manutenção de uma tradição dos marataenses, que há 34 anos realizam a procissão entre a Igreja São Miguel e o Parque da Cascata. São dois quilômetros percorridos ao som de orações e cânticos religiosos.

Até o ano de 2017, a imagem de Nossa Senhora de Lourdes era retirada da gruta e levada para a paróquia, para que fosse restaurada, limpa e retocada a pintura. A procissão marcava o retorno da imagem à gruta. Esse ano, no entanto, optou-se por realizar o trabalho de manutenção da imagem original ali mesmo, na gruta. Uma nova imagem, menor e mais leve, foi adquirida para seguir a procissão.

“A gente fez isso pelo transtorno do peso. A outra santa exigia muito cuidado na hora de retirar e colocar novamente. A gente espera que seja mais fácil de carregar”, conta Nelci Maria Kirsten, 64, ministra da Sagrada Comunhão.

Agradecimentos e pedidos pela saúde de toda a família

As demonstrações de fé são inúmeras ao longo da manhã. Há aqueles que seguem a procissão descalços, têm os que, por problemas de saúde, preferem “pegar uma carona” com o carro da prefeitura e também, têm pessoas que vão direto para o parque da cascata, para participar da missa. Com flores, terços e velas, os devotos fazem seus pedidos e agradecem, emocionados, pelas graças alcançadas.

Muito ligada à Nossa Senhora de Lourdes, a aposentada Noeli da Rosa, 50, vai, todo ano, de Salvador do Sul a Maratá para participar da procissão e prestar sua homenagem à santa. Para agradecer pela cura de uma doença e pedir pela saúde da irmã, Noeli participou de toda a celebração carregando, com todo o carinho, um vaso de flores amarelas. Elas seriam dedicadas à Lourdes e foram postas aos pés da imagem, após a missa.

Noeli conta que teve um problema no útero, mas se agarrou à fé e conseguiu a cura, pela intercessão de Nossa Senhora.
“A fé é o melhor remédio que tem. Cura a doença do corpo e da alma”, afirma. “Eu tive que fazer a cirurgia e tudo, mas graças à Deus e à fé em Nossa Senhora, eu estou curada e não passei por depressão, nem nada assim”, agradece.

História que se perpetua pela fé
Em 1985 aconteceu a primeira procissão em louvor à Nossa Senhora de Lourdes. O pároco da Igreja São Miguel, de Maratá, padre Claudio Finkler conta que a ideia foi logo aprovada pela comunidade. “Naquele tempo estava surgindo um movimento de se colocar sinais sagrados nas comunidades. Entre eles, grutas e lembranças de Nossa Senhora. Foi naquela época que nós procuramos o lugar para colocar uma gruta para Maratá”, recorda.

Todo segundo domingo de fevereiro ocorre a procissão e a missa na gruta. A Santa é protetora da saúde e da conversão. “É muito importante rezar pela saúde e pela conversão para Deus. As Bênçãos vêm do céu quando a gente se volta para Deus”, afirma o padre. “A conversão também convém o perdão”.

O dia de Lurdes
O dia de Nossa Senhora de Lourdes é comemorado em 11 de fevereiro, quando ela apareceu a Bernadete Soubirous, na gruta de Massabielle, na cidade francesa de Lourdes. O fato ocorreu em 1858 e, até hoje, em todo o mundo, as pessoas oram pedindo à santa saúde, graças e a conversão dos pecadores.

Deixe seu comentário