Seus gatos brigam muito? Separamos algumas dicas para amenizar a situação. Os gatos brigam por várias razões. As principais são brigas de território e brigas por uma fêmea. Os gatos são altamente territoriais e têm um grande instinto de luta. Veja as dicas:

Castração: a castração pode ser a solução para as brigas além de ser positiva para a saúde dos gatos, evitando câncer de útero nas gatas e a reprodução indesejada. Com a castração se evita que as gatas fiquem no cio e mantém os gatos mais calmos e menos agressivos. Isso reduz, também, as tentativas de conquista de território.

Espaço: Caso as brigas sejam recorrentes é interessante que os gatos realmente tenham seu local de convívio separados e que a distância seja reduzida com o tempo. Separe a caixa de areia e os alimentadores e em diferentes lugares da casa, e certifique-se de dedicar os mesmos cuidados aos dois.

Pesticos: ofereça petiscos quando os bichanos não estiverem brigando. As brigas entre seus gatos devem parar assim que você usar prêmios para reforçar bons comportamentos. Assim, ele associará a relação com o outro gato com uma coisa boa.

Separando brigas: Não se coloque entre a briga dos gatos, pois você pode se machucar. Não jogue objetos, pois eles podem entender isso como uma agressão e incluí-lo na disputa. Uma boa ideia é usar jatos de água ou fazer barulho com panelas.

Fique atento: Outra forma de evitar as rixas é estar atento ao comportamento dos gatos. Saber identificar o comportamento dos felinos pode evitar o início das brigas. Quando os gatos começarem a se encarrar, arrepiarem os pelos ou arquearem as costas, abaixarem a cabeça, juntando as orelhas, estão se preparando para briga, separe-os.

Brinquedos: tente chamar a atenção dos briguentos para um brinquedo. É importante interromper todas as vezes o comportamento agressivo. Tenha paciência. Os gatos vão aprender a tolerar um ao ao outro e perceber que podem circular livremente.

 

Compartilhar

Deixe seu comentário