O estabelecimento foi alvo de bandidos no início da noite dessa terça-feira

Alerta. Comerciante fica ferido após sofrer segundo assalto em uma semana

Dados da 1ª Delegacia de Polícia revelam que no período de 16 de abril a 16 de maio deste ano foram registrados cinco casos de roubos a estabelecimentos comerciais em Montenegro, sendo um deles com lesão à vítima. Os crimes ocorreram nas ruas Alagoas e Egon Pölking, ambas no bairro Santa Rita, no Centro, na José Luís, na Ramiro Barcelos e também na rua Juvenal Alves de Oliveira, no bairro Senai. Neste último endereço, o crime ocorreu duas vezes em uma semana. Na noite da última terça-feira, 15, o proprietário do minimercado Reis, Vilarci Souza dos Reis, 62 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de ferro na cabeça.

Câmeras de vigilância flagraram o momento em que dois indivíduos entraram no prédio. Um deles portava uma arma de fogo, e o outro, um barra de ferro. O minimercado já estava fechado na hora do ataque, que ocorreu por volta das 19h30min. Segundo o filho da vítima, Jeferson Souza dos Reis, sua mãe estava no segundo andar do prédio, na casa onde mora a família, quando ouviu um barulho estranho. A esposa chamou o marido, mas não teve retorno. Foi então que ligou para a Brigada Militar. Quando a Polícia chegou ao local, os bandidos já haviam fugido. Vilarci estava caído com ferimentos na cabeça. O comerciante foi removido ao Hospital Montenegro.

Jeferson relata que o pai estava acordado quando foi encaminhado para o atendimento médico, mas apresentava confusão mental. O empresário foi internado no setor de emergência do HM. Nessa quarta-feira foram realizados exames para verificar o estado de saúde dele. Jeferson diz que o pai apresentou um quadro de hemorragia e que não está descartada a possibilidade de cirurgia. Abalado, o filho não quis aprofundar o relato dos fatos ocorridos. Ele destaca que, no momento, sua maior preocupação é com a saúde do pai, mas espera que os responsáveis sejam encontrados e punidos. “A gente quer justiça”, assegura.

Do local foram levados cheques, alguns produtos, como cigarros, e os documentos pessoais da vítima.

Polícia investiga ligação dos casos
Na semana passada, a família Reis passou por outra situação de assalto semelhante à registrada nessa terça-feira. De acordo com o delegado que investiga o caso, Paulo Ricardo Costa, dois dos três suspeitos pelo crime foram presos e reconhecidos pela vítima. A Polícia acredita que este assalto esteja relacionado ao da semana passada, e que um dos integrantes do bando seja o mesmo homem que conseguiu escapar da primeira vez. “É possível que tenha relação, até pelas características de agressão empregadas contra a vítima”, detalha. As imagens das câmeras ainda serão analisadas na tentativa de identificar os criminosos.

Outros casos de assalto com emprego de violência chamaram a atenção na cidade na semana passada. Contudo, Costa descarta que foram praticados pelos mesmos ladrões. “Nossa experiência policial mostra diferença entre os elementos da ação”, explica. O delegado pede à população para que entre em contato com a Polícia para relatar qualquer fato que possa auxiliar nas investigações.

Deixe seu comentário