Os dados são do estudo Global E-Waste Monitor, levantamento que avalia em todo o mundo a quantidade de sujeira criada a partir de smartphones, computadores e outros itens usados relacionados a tecnologia. A pesquisa é realizada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O Brasil produz anualmente 1,5 mil tonelada e é o 7º maior produtor de lixo eletrônico do mundo — e apenas 3% desse montante é despejado adequadamente, o que preocupa, já que a composição química do descarte é tóxico ao meio ambiente e sua decomposição pode trazer muitos prejuízos à saúde.

 

 

Deixe seu comentário