Como tudo que é bom um dia acaba. As férias são assim. Após todo alvoroço do final de ano, férias com a família, logo vem o Carnaval e de cara vê-se o agito da preparação para as aulas.

Observem a confusão nas lojas de artigos escolares. As crianças agitadas, com coloridas cestas recheadas de lápis, cadernos, borrachas e toda bugiganga que mais tarde vão lhe trazer problemas de coluna, pois não conseguem ficar sem levar tudo na mochila, todos os dias.

Embora as mães num misto de preocupação pelo alto custo do material escolar, as listas exageradas das pré-escolas, os livros e cadernos de marca, contudo mostram algo de satisfação pelo alívio de que as crianças vão voltar ao normal. Acordarão cedo, mesmo com as brigas de sempre, quanto a fazer os temas, recolher o material, apresentar os bilhetes da professora, vale a pena.

Tudo se repete todos os anos e com todos. Ao menos as brigas para largar o vídeo-game e “virar a noite” assistindo filmes, tenderão a diminuir.
Férias também cansam, cansam a todos. Os pais começam a ficar estressados, os filhos irritados quando não tem nada para fazer e as mães viram um barril de pólvora pronto para explodir. Parece que todos chegam ao seu limite.

Terminou aquela função de leva e trás cadeira de praia, guarda-sol, lanche, protetor solar e aquele ranço pós- praia devido ao cansaço.
Mas como a alegria não é completa,começa a função do leva e trás para as escolas, compra de lanches, idas infinitas ao supermercado e acordar cedo para vencer as atividades do dia. Tudo começa com necessidade de foco, negociação diária e muita organização.

Falando em limites, agora é hora de junto com os filhos fazermos as combinações para o ano. Estabelecer regras claras, ajuda-los a se organizarem, desenvolver hábitos que facilitarão seu aprendizado. A autoridade dos pais deve ser clara e definida.

Não esqueçam, logo após o amor vem o limite. Esses dois aspectos andam juntos e são de grande importância na definição do caráter das crianças.
Portanto, chega de moleza e vamos em frente para mais um ano. Eu disse moleza? Quem disse que férias é moleza? Ufa, férias também cansa e como.

Deixe seu comentário