Amados irmãos e irmãs: “A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco!” Celebramos o terceiro Domingo do tempo comum. Chamamos de tempo comum o período que ocorre fora ou entre os dois tempos centrais: Advento-Natal e Quaresma-Páscoa. No Natal, celebramos o mistério da Encarnação do Filho de Deus. Na Páscoa, celebramos o mistério da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor.
Neste domingo, o Evangelista Marcos (1, 14-20) nos relata o início da missão de Jesus e o chamado dos primeiros discípulos. O evangelho coloca a pregação inicial de Jesus não na capital do mundo, nem mesmo no centro do judaísmo, mas na periferia da Palestina. Não anuncia uma catástrofe, mas a plenitude do tempo. “O tempo está cumprido”. Chega de castigo: o “Reino de Deus” está aí. É uma mensagem de salvação, dirigida aos pobres da Galileia. O Filho, que no batismo recebeu toda a afeição do Pai e foi ungido com o Espírito profético e messiânico, leva a boa nova aos pobres, participando de sua situação de opressão e demonstrando a compreensão verdadeira do amor universal de Deus, que começa pelos últimos.
No centro da práxis de Jesus, está o nós. Torna-se claro que pertence a Ele o nós de uma “nova família” que Ele congregou por meio da sua pregação e da sua ação. Torna-se claro que este nós, desde o começo, foi pensado universalmente: não se baseia na descendência, mas sim na comunhão com Jesus, de que Ele mesmo é a viva Tora de Deus. Este nós não é desprovido de forma. Jesus chama um núcleo mais íntimo de, num sentido muito especial, escolhidos por Ele, os quais continuam a sua missão e dão ordem e forma a essa família. Neste sentido, Jesus criou o círculo dos doze. Dessa maneira, Ele vai convocando um por um para colaborar em sua ação de anunciar a Boa-Nova do Reino: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens.”
É este o programa da Igreja, a nova família, chamada a continuar a missão de Jesus: o anúncio da vontade de Deus e de sua oferta de graça ao mundo; a vocação, formação e envio de pessoas que se dediquem ao anúncio; e a orientação de todos para a participação no Reino de Deus, vivendo na justiça e no amor.

Pe. Leandro Luiz Ludwig – vigário paroquial

PROGRAMAÇÃO
19.01.2018 – Sexta-feira
18h30 – Missa na Catedral
20.01.2018 – Sábado
15h30 – Missa na Comunidade Na.Sra do Rosário
16h – Missa na Comunidade de Pinheiros
17h – Missa na Catedral
17h30 – Missa na Comunidade Na.Sra. dos Navegantes
19h – Missa na Comunidade Imaculado Coração de Maria e Eleição da nova diretoria
19h – Missa na Comunidade Santo Antônio
21.01.2018 – Domingo
07h – Missa na Catedral
08h30 – Missa na Comunidade Bom Pastor
09h – Missa na Catedral
10h – Missa na Comunidade Na.Sra. das Graças
19h – Missa na Catedral
23.01.2018 – Terça-feira
18h30 – Missa na Catedral com bênção da saúde
24.01.2018 – Quarta-feira
18h30 – Missa na Catedral
19h30 – Bênção do Santíssimo na Catedral
20h – Encontro de Oração da R.C.C. na Catedral
25.01.2018 – Quinta-feira
18h30 – Missa na Catedral
20h – 2ª Noite do Tríduo na Comunidade Na.Sra. dos Navegantes Celebrante: Pe. Rogério Aloisio Schlindwein

Deixe seu comentário