Algumas desculpas já são corriqueiras, como… Eu não tenho tempo! O tempo passa tão ligeiro! Pensando nisso, vou compartilhar uma pequena estória. Certo caracol resolveu visitar seus amigos doutro lado do muro. Muito cedo, ainda escuro, preparou sua mochila para a viagem. Mas, lembrou que antes precisava tomar um chimarrão, caso contrário ficaria com dor de cabeça. Em seguida, iniciou sua jornada. Andou, andou, andou… Perto do meio dia, ele parou para lanchar e descansar. Ainda enxergava ao longe o portão pelo qual deveria passar. Olhou para trás… Olhou para frente… Disse: Como o tempo passa ligeiro! Mal e mal cheguei aqui. Nem vi as horas passarem. Mas, cansado voltou a cochilar. Recobrando suas forças, reiniciou sua jornada. O sol estava quase sumindo quando chegou ao portão. Antes de escurecer, apressou-se e passou ao outro lado. Mas, antes parou para conversar com duas lagartas que estavam estacionadas naquele local. Entre um papo e outro, o caracol já foi reclamando: Antigamente, as horas passavam mais devagar. Parece que hoje há alguém empurrando os ponteiros do relógio. A gente não consegue fazer tudo aquilo que estava planejado. Eis aí uma estória da vida real… Na verdade, certeza é que é mais fácil reclamar do que aproveitar bem o tempo. Diz o sábio: Um pouco para dormir, um pouco para cruzar os braços… Assim virá a tua pobreza (Provérbios 6.6-11). Deus criou o tempo igual para todas as pessoas. Deus concedeu a inteligência para aproveitar o tempo como quisermos. Aproveite-o bem!
Thiago PagungLauvers
Estudante de Teologia

Avisos:
– Sábado, 02.06. EC 1° Ano as 14h. Às 19h Culto com celebração da Ceia e participação da JEMON
Convite
A Comunidade através do grupo de casais em movimento convidam para o 6º Jantar dos Namorados, no dia 09 de junho, à partir das 20:30 horas, no Centro Social Martin Luther. Os cartões para o jantar poderão ser adquiridos com os casais e
Junto a secretaria da Comunidade.

– A Comunidade, atendendo à solicitação da Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância em Saúde, vem respeitosamente pedir a colaboração da comunidade em geral para o combate ao mosquito AEDES AEGYPTI (o mosquito da dengue). Neste sentido, pedem para não deixar agua parada em recipientes, pneus, garrafas, vasos e que tampem os ralos, caixas d‘água e piscinas. Quem tem sepulturas no cemitério, quando levarem flores para seus entes queridos, favor levar vasos com furos que não retém agua.

Compartilhar

Deixe seu comentário