Chegamos ao 4º domingo da Páscoa e, neste. a Igreja nos faz contemplar e rezar o “domingo do Bom Pastor”, quando na liturgia voltamos nosso olhar para o Cristo, o Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas.
No evangelho de João, temos várias autodenominações de Jesus, O qual se intitula a partir dessas perspectivas. Jesus não é colocado ao lado, ou é apenas mais um, mas Ele possui a unicidade, sendo único na sua condição. A imagem do pastor era muito familiar no mundo judaico, até mesmo na compreensão bíblica do Antigo Testamento. Deus é algumas vezes compreendido como o Pastor, mas também todos os líderes e chefes dos povos assim eram denominados.
Se é uma figura conhecida da cultura da época, onde reside a novidade de Jesus? Ele se intitula “O Bom Pastor”, não é um pastor apenas, mas é o BOM. O bom aqui é compreendido a partir da capacidade plena de amar e de dar a vida livremente. O amor total pelas ovelhas faz Jesus se oferecer sem restrições, mas com totalidade do ser.
Ao mesmo tempo, Ele se compara com os mercenários, os quais não vivem em função do rebanho, ao contrário, exploram, aproveitam e fogem diante dos desafios. Uma das funções do pastor é proteger e cuidar, sobretudo diante das dificuldades e dos inimigos. Jesus, em seu projeto de fazer a vontade do Pai, jamais desistiu do rebanho, não se afastou dele, mas o amou até o fim, inclusive dessa maneira abrindo o “redil” para outras ovelhas que ouvirão a sua voz.
Portanto, somos chamados por Jesus a fazermos parte do seu “rebanho”. Condição para isto é ouvir sua voz que chama e convida. Sendo fieis ao chamado do mestre, nos tornamos igualmente amados pelo Pai, que no seu projeto de amor quer reunir todas as ovelhas dispersas num só rebanho. A forma de Jesus, O Bom Pastor, reunir seu povo é pelo amor, que atrai e conquista para a “grei” do Senhor.
Com Cristo, sejamos no hoje da história também os pastores que conduzem o povo à verdadeira vida, a qual só encontramos em Cristo, Aquele que dá a vida por nós e para nós.
Pe. Ricardo Nienov – Pároco

PROGRAMAÇÃO:
19/04 – 19h – missa na comunidade do bairro Municipal
20/04 – 19h30 – missa na comunidade Santa Rita
20h – terço dos homens
20h – início do Cursilho dos Homens
21/04 – 8h30 – II encontro de catequese com os pais da 1ª Eucaristia
15h30 – missa na comunidade Três Santos Mártires – Passo da Amora
17h – missa na comunidade São Pedro – Potreiro Grande
19h – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
19h30 – casamento de Felipe Steffen e Pâmela Leites de Souza – Tanac
22/04 – 8h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
10h – missa na comunidade Santo Antônio – Aeroclube
10h – missa na comunidade Menino Jesus de Praga – Trilhos c/ 1ª Eucaristia
19h – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
23/04 – 18h15 – preparação da liturgia do fim de semana
19h30 – III encontro de catequese c/ os pais da 1ª Eucaristia
24/04 – 19h – missa na comunidade Sagrado Coração de Jesus – Tanac
20h – ULTREYA do Cursilho – comunidade São Pedro e São Paulo
25/04 – 19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva

INSCRIÇÕES PARA A CATEQUESE DE CRISMA E ADULTOS:
CRISMA – para aqueles que nasceram em 2006 ou antes
ADULTOS – acima de 16 anos
Informações na secretaria paroquial

Deixe seu comentário