Iniciamos ontem, com a celebração das cinzas, um novo tempo litúrgico na Igreja e, podemos dizer, um novo tempo em nossa vida.
O tempo da Quaresma é um período extremamente forte, impactante, no qual confrontamos a história humana com as diferentes dimensões que abarcam o ser de cada um. Não podemos imaginar a vida humana numa dimensão unilateral, como se fossemos sós neste imenso universo, mas faz-se necessário compreendê-la numa tríplice perspectiva, ou seja, além de comigo mesmo, com Deus e com o outro.
Serão quarenta dias de intensa vivência da escuta da Palavra de Deus. Nela o cristão percebe que é preciso uma reorientação dos caminhos da vida, deixando-se guiar pelo próprio Deus que conduz, com bondade, cada passo do gênero humano. As cinzas que impomos sobre nossa cabeça na noite de ontem ou que traçamos em nossa fronte, nos faz recordar que a existência é efêmera e fugaz, não podendo o homem d tal modo, nele mesmo, encontrar a plenitude de sua história. A vida recebe seu verdadeiro sentido quando vivida sob o prisma da fé, na qual contemplamos o amor de Deus que nos convida a nos aproximarmos D’Ele de coração sincero e reto.
Sabemos que a modernidade trouxe a verdadeira vida para a terra. Puxou do transcendente à natureza humana o todo do ser. Porém, nota-se que a humanidade está pagando um alto preço por esta compreensão. Num mundo sempre mais desenvolvido materialmente, ao mesmo tempo enxergamos um tremendo esvaziamento de sentido por parte dos homens.
Deste modo, uma vez mais, Deus nos conclama e convida: “voltai-vos para mim de todo coração”. Não rasgai as vestes, o exterior, mas “rasgai” o coração, abandonando escolhas, caminhos e valores que contradizem o projeto do Reino que Ele próprio oferece na pessoa de Jesus Cristo.
Sempre é tempo de conversão. Todo dia é tempo de buscar o Senhor. Mas, agora é o tempo favorável. Não podemos mais tardar em refazer nossa história, aproximando-nos verdadeiramente da infinita bondade e da misericórdia divina. Deus é amor e é, sem dúvida alguma, o primeiro passo da conversão, isto é, mudar a visão e a imagem de Deus que trazemos em nosso pensar.
“Convertei-vos e crede no evangelho: eis o tempo favorável”.
Pe. Ricardo Nienov – Pároco
PROGRAMAÇÃO:
15/02 – 19h – missa na associação do bairro Municipal
16/02 – 19h30 – missa na comunidade Santa Rita
20h – terço dos homens na igreja matriz
17/02 – 8h – formação litúrgica – salão paroquial
15h30 – missa na comunidade Três Santos Mártires – Passo da Amora
16h30 – encontro do CLJ – salão paroquial
17h – missa na comunidade São Pedro – Potreiro Grande
19h – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
18/02 – 8h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
10h – missa na comunidade Santo Antônio – Aeroclube
10h – missa na comunidade N. Sra. da Glória – Germano Henke
19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
21/02 – 19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva.

Deixe seu comentário