As crianças de hoje são os cidadãos de amanhã. A frase é conhecida por todos, mas valorizada por poucos quando o assunto é formação. Pelo menos em Montenegro é assim. Há mais de 12 meses, ou seja, um ano, os projetos esportivos da cidade, que contam com centenas de crianças, não recebem auxílio financeiro do poder público.
Assim como no segundo semestre do ano passado, dirigentes e agentes públicos se reuniram inúmeras vezes em 2017 para discutir sobre os recursos, mas nada foi resolvido. Enquanto a esperança de muitos dirigentes vai chegando ao fim, a paciência de alguns já passou dos limites. Os resultados obtidos pelos projetos de artes marciais e futebol neste ano foram grandiosos se levarmos em conta que a ajuda da Administração Municipal foi praticamente nula.
São muitas crianças envolvidas nesses projetos, mas poderiam ser ainda mais. Os resultados conquistados, que exaltam o nome de Montenegro, são bons, mas poderiam ser ainda melhores.
A cada ano que passa, o número de crianças e adolescentes que vai para o caminho das drogas, alcançados pelas más influências, aumenta consideravelmente. Não seria mais fácil educá-los e formá-los bons cidadãos desde pequenos, através do esporte, ao invés de tentar recuperá-los depois?

Deixe seu comentário