As provas do Exame Nacional do Ensino Médio ocorrem apenas em novembro. Mas quem está se despedindo da escola nesse final de ano já começou a se preocupar. As inscrições para o Enem terminam amanhã e o número de participantes nesse ano já se aproxima de 5 milhões.
Esse é um momento de grande estresse aos estudantes que têm nos resultados dessa prova sua chance de entrar na universidade que aspiram e, talvez, fazerem seu curso sem custos, por meio de bolsas. Em muitos casos, esse é o primeiro grande desafio do adolescente. No qual a ajuda de pais e amigos não conta e ele dependerá unicamente do seu empenho e estudo. Eles podem, e devem, porém, contar com o apoio de suas escolas e mestres.

Nem todo o estudante tem a chance de fazer um curso preparatório. A grande maioria dos candidatos vem da escola pública e de famílias sem condições para lhes proporcionar um curso complementar. Eles têm chance? Claro. Com esforço. Com professores dedicados, que vão além do que o currículo pede. Com escolas que os capacitem realmente. Bem mais do que testar os estudantes, o Enem serve de prova ao sistema educacional brasileiro. Porque ambicionar a universidade deve ser o caminho natural do estudante e não algo restrito a quem veio da rede particular ou faz cursinho.

Compartilhar

Deixe seu comentário