Diariamente se ouve queixas da falta de emprego, da crise financeira, dos entraves ao desenvolvimento tanto humano como da cidade, estado e país. Nesse cenário, chamam atenção aqueles que não param para reclamar, que buscam alternativas para seguir em frente e prosperar através do empeendorismo.
Reportagem publicada hoje mostra a garra de jovens que fazem a diferença, que não esperam acontecer, pois são protagonistas de mudanças para dias melhores. Eles identificam oportunidades e não medem esforços para colocar uma ideia em prática.
Desta forma, os empreendedores geram trabalho e renda, contribuindo para o desenvolvimento econômico. Entre os dados apurados na pesquisa do Perfil do Jovem Empreendedor Brasileiro está que 70% dessas organizações possuem até nove funcionários.
São casos que demonstram a importância de agir, de não se acomodar à espera de que as coisas aconteçam, nem acreditar que todos os obstáculos são instransponíveis. Jovens empreendedores também enfrentam a burocracia para legalizar uma empresa, assim como a necessidade de equilibrar receitas e despesas para garantir a sobrevivência e o crescimento do negócio.
Há instituições de ensino que colocam o empreendedorismo no conteúdo a ser ministrado aos alunos, um indicativo de que, no futuro, poderemos ter mais empreendedores e, quem sabe assim, menos pessoas que se limitam a reclamar e nada fazem para melhorar sua condição de vida.

Deixe seu comentário