Chegamos ao ápice do tempo pascal, celebrando a solenidade de Pentecostes, festa da vinda pública do Espírito Santo sobre a Igreja reunida. Contemplando esta festividade e o seu mistério, recordamos de dois fatos narrados no Antigo Testamento: Adão feito do barro e Moisés que recebe a tábua da lei sobre o monte.
Recorda-nos o texto bíblico que Deus fez o homem do barro. Uma imagem que nos lembra a fragilidade da natureza humana. Diz-se que Deus soprou seu hálito de vida nas narinas e o homem começou a viver. Imagem belíssima que nos permite compreender que é o Espírito de Deus que torna possível a vida humana em sua plenitude. O barro ou argila é um material frágil, quebradiço e que pode se desmantelar diante de qualquer queda. Tudo isso nos faz lembrar que somente com a força, a graça e o Espírito de Deus o ser humano pode ter vida em plenitude, tornando-se uma nova criatura.
Além disso, a argila é uma matéria que pode ser moldada e modelada de acordo com a vontade e o desejo do oleiro. O profeta Jeremias nos lembra que somos barro nas mãos do oleiro, isto é, estamos nas mãos do divino oleiro, sendo convidados a deixarmo-nos moldar pelo seu amor e a sua vontade. Quando nos fechamos ao seu projeto de amor, perdemos a força vital e perecemos diante das dificuldades e desafios da existência humana.
Por fim, nesta solenidade, os judeus recordam o recebimento da lei no monte Sinai. Moisés, em nome da comunidade, recebe a lei em pedra e agora essa lei é renovada para sempre, contudo não mais escrita em pedras, mas no coração humano, sendo a aliança definitiva de Deus com a humanidade, através do Seu Espírito que Jesus dá aos apóstolos.
“Soprou sobre eles o seu espírito”, é a partir disso que começa uma nova vida na comunidade cristã. O grupo reunido torna-se uma igreja em saída, anunciando ao mundo todo a vida nova que receberam do ressuscitado, onde o Amor prevalece sobre todas as realidades. O Pentecostes aviva e envia a Igreja, logo, não há o que temer, todavia devemos viver despertos para que a ação divina possa acontecer em nossas vidas, na alegria, no amor e no serviço aos irmãos.
“Enviai o vosso Espírito, Senhor, e da terra toda a face renovai”.
Pe. Ricardo Nienov – Pároco

PROGRAMAÇÃO
17/05 – 19h – celebração no bairro Municipal
18/05 – 18h30 – celebração ecumênica na Catedral
19h – início do Retiro do Cenáculo de Maria
19h30 – celebração penitencial e ensaio com os catequisandos adultos
19h30 – 2ª noite do Tríduo na comunidade Santa Rita – Preside: Pe. Leandro Ludwig
19/05 – 8h30 – formação litúrgica e catequética no salão paroquial
15h30 – missa na comunidade Três Santos Mártires – Passo da Amora
17h – missa na comunidade do Espírito Santo – Passo da Serra
17h – missa na comunidade São Pedro – Potreiro Grande
19h – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva c/ casamentos
20/05 – 8h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva
8h30 – encontro das zeladoras de capelinhas – santuário de Taquari
10h – missa na comunidade N. Sra. da Glória – Germano Henke
10h – missa na comunidade Santo Antônio – Aeroclube
19h – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva c/ rito sacramental dos adultos: batismo, comunhão e crisma
22/05 – 19h – missa na comunidade Sagrado Coração de Jesus – Tanac
23/05 – 19h30 – missa na comunidade São Pedro e São Paulo – Timbaúva – MISSA DA FAMÍLIA
20h30 – reunião dos catequistas de 1ª eucaristia

Deixe seu comentário