É indicado pela Organização Mundial de Saúde o consumo por adultos de até 5 gramas de sal por dia, o que equivale a até 2 gramas de sódio.

Na próxima quarta-feira é o Dia Nacional de Combate à Hipertensão. E isso tem tudo a ver com o consumo do sal, devido ao sódio presente. A ingestão desenfreada desse tempero tão comum na mesa de todos é responsável pela elevação não apenas dos casos de hipertensão como também de cálculo renal, além de influenciar em reclamações corriqueiras como retenção de líquidos e inchaço. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o brasileiro consome mais que o triplo do sal do que deveria – são 12g ingeridas, muito mais do que o recomendado.

O consumo excessivo de sal pode levar 2.3 milhões de pessoas à morte no mundo em um único ano.

Reduza o máximo possível o sal acrescentado às preparações. Muitos alimentos já têm sódio embutido e você não percebe o consumo.

Refrigerantes, sopas prontas e macarrão instantâneo têm altas doses de sódio.

Cuidado com o shoyu. Em 15 ml de shoyu tradicional há 818 mg de sódio. Já a versão light apresenta uma redução de pelo menos 25%.

Cerca de 60% das doenças cardiovasculares ligadas ao consumo de sal ocorreram entre os homens e 40% nas mulheres.

Em hipótese alguma tente tirar totalmente o sal do cardápio. Ele é essencial à vida saudável. O sódio ajuda a manter a sua pressão sanguínea e os fluidos corporais em níveis corretos. O problema está no exagero.

Deixe seu comentário