limão, água com limão, vitamina C, emagrecimento, saúde, acidez

É comum que após períodos de exageros alimentares – como na Páscoa – a consciência pese e um grande número de dietas seja iniciado. Nessa hora, por ansiedade em perder as calorias adquiridas no feriado, se lança mão de receitinhas que nem sempre são eficientes. E, em alguns casos, oferecem riscos.

Água com limão, chá de canela, chá de hibisco, água com gengibre e café com óleo de coco são algumas dessas receitas utilizadas para acelerar o metabolismo e remediar os exageros alimentares. Algumas dessas “bebidas mágicas” podem até ajudar no emagrecimento ou na queima de gordura, mas é preciso atenção. Para esclarecer o que há de positivo nessas receitas e quais os riscos de cada bebida, o Ibiá Saúde, junto da nutricionista Laiala Pithan inicia hoje uma séria de matérias esclarecendo o assunto.Começamos pela água com limão, queridinha de quem quer ver os ponteiros da balança mais baixos.

Laiala Pithan, água com limão, vitamina C, emagrecimento, saúde, nutricionista
Laiala Pithan

A especialista aponta alguns benefícios da bebida, mas destaca que muito do que é espalhado pela internet, responsabilizando o limão pela perda de gordura, não tem nenhuma comprovação científica. O que a ciência já demonstrou, é o banho de vitamina C – 100ml tem 129 mg – que a bebida dá ao organismo. Mas tudo tem um limite. Embasada na Dietary Reference Intake (DRI), Laiala diz que o indicado para mulheres acima dos 19 anos é de 75 mg/dia. E, para homens com mais de 19 anos, é de 90 mg/dia. “Importante ressaltar que a vitamina C compete com muitos outros nutrientes. Por isto, tem-se estudado a ingestão do suco de limão em jejum. Mas nada envolvendo emagrecimento”, destaca.

Outra vantagem dessa bebida está no poder digestivo. O limão auxilia na acidez do estômago. Além disso, possui minerais como potássio, magnésio, cálcio e fósforo. “Neste caso, auxilia no tratamento da hipertensão arterial”, diz Laiala.Nem tudo são benefícios, então fique atento. Pessoas com gastrite devem tomar cuidado. Por conta da acidez, quem está com mucosa gástrica fragilizada pode ter o quadro prejudicado pelo consumo.

Se a intenção do limão era apenas o emagrecimento, melhor focar numa reeducação alimentar.

Deixe seu comentário