Foto: Banco de imagens

A Copa do Mundo de Futebol começa na próxima quinta-feira, 14. E o fato da bola rolar na Rússia não impedirá os brasileiros de torcer muito pela Seleção Canarinho. Até quem não acompanha muito o futebol, nessa época, não resiste e entra no clima do verde e amarelo, decorando a casa e reunindo a turma para assistir às partidas. Pensando nisso, o Ministério da Saúde aproveitou a época para lembrar que é possível aproveitar o maior evento esportivo do mundo sem colocar em risco a saúde.

Sexo seguro
O jogo acabou. É hora comemorar a vitória… ou esquecer a derrota. Rola aquele encontro de amigos recém feitos e, às vezes, casais se formam, mesmo que só por aquele dia. O encontro casual não trará problema algum, a menos que o casal esqueça o preservativo. Você não quer lembrar da Copa de 2018 por causa de um bebê ou por uma infecção sexualmente transmissível (ISTs), certo? Na dúvida do que irá rolar depois da partida, leve a camisinha. Vale lembrar que, se a camisinha estourar ou, por qualquer razão você julgar ter se exposto a IST, a indicação é procurar uma Unidade Básica de Saúde nas primeiras 72 horas de exposição e fazer o exame.

Copa, Futebol, copa do mundo, saúde, torcida, copa do mundo de futebol
Foto: reprodução internet
Copa, Futebol, copa do mundo, saúde, torcida, copa do mundo de futebol
foto: reprodução internet

Vacinação em dia
Manter a caderneta de vacinação em dia é outro cuidado necessário a todos. Em especial a quem viaja para fora do Brasil. Para entrar na Rússia não é necessário apresentar certificado de nenhuma vacina em especial. Porém, vale dar olhar a sua carteirinha e colocá-la em dia para evitar um imprevisto durante a viagem. O vai e vem de pessoas entre os países é responsável por espalhar muitos tipos de vírus e bactérias pelo mundo. Não desejamos que o Brasil volte a apresentar casos de doenças que já foram eliminadas por aqui, como sarampo e a poliomielite.

Copa, Futebol, copa do mundo, saúde, torcida, copa do mundo de futebol
Foto: reprodução internet

Não exagere no álcool
Vai assistir aos jogos no bar? Ou reunir família e amigos em casa? Em geral, esses são momentos de consumo de bebidas alcoólicas, juntos de alguns petiscos. Você vê futebol e cerveja como um casal perfeito e não abre mão de uma gelada? Ok, não tem problema. Mas, se for beber, que não seja em excesso. Os efeitos do consumo exagerado de bebida alcoólica são prejudiciais para a saúde. E, não esqueça, se beber não deve dirigir.

 

Foto: reprodução internet

Cuide do seu coração
Seu coração está preparado para comemorar o hexa? O esporte desperta paixões e muita emoção. Por isso, seu coração deve estar preparado para todas as emoções que irá experimentar nas próximas semanas. Uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) constatou que o número de internações por problemas cardíacos chega a aumentar em até 16% nos períodos em que há partidas da Seleção Brasileira. E vale lembrar que cerca de 300 mil pessoas morrem vítimas de doenças cardiovasculares todos os anos, somente no Brasil, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Se você é apaixonado pelo futebol, vale marcar aquela revisão com o cardiologista.
Isso vale, também, para quem tem um clube do coração e não perde partidas. Há pouco mais de um mês, um torcedor do Internacional faleceu pouco depois do final de um jogo do Colorado. Ele estava no Beira-Rio e viu o Inter marcar nos últimos instantes contra o Corinthians.

Deixe seu comentário