No mês de janeiro deste ano, Polo teve 6.632 unidades emplacadas em todo o país

Polo tem feito sucesso em Montenegro. Basta dizer que mais de 15 foram vendidos pela Comauto nas últimas semanas. O gerente comercial da concessionária, Tiago Rambo, afirma que tamanha receptividade ao modelo chega trazer um “problema bom”, ou seja, contar com a compreensão e a paciência dos clientes, que precisam aguardar um pouco mais que o normal até colocar a mão nas chaves. Conforme a versão que o consumidor deseja, há casos em que a espera passa de um mês ou até mais. “Estamos muito satisfeitos com a resposta dos clientes, até porque a nossa expectativa era grande. O novo Polo veio para marcar história ao lado dos próximos lançamentos da Volks”, salienta.

O Ibiá Motores rodou cerca de 400 quilômetros com a versão Highline e entendeu por que a aceitação tem sido ótima — em janeiro, o Polo foi o quarto mais vendido do país, com 6.632 unidades emplacadas. Perdeu somente para o Onix, o Ka e o HB 20, todos com sucesso consolidado no país nos últimos anos. Com esse resultado, a Volkswagen atingiu rapidamente a meta de ter seu hatch entre os “top 5” do ranking nacional.

O fabricante elaborou uma estratégia que combina preço, bom nível de equipamentos, segurança, motores acertados e confiabilidade mecânica. Bem-feito, o Polo tem estilo, por dentro e por fora, em que pese comparações com a carroceria do Gol. Em suas versões mais sofisticadas, Comfortline e Highline, ele é equipado com motor 1.0 TSI, que alia o melhor dos mundos: alta performance e baixo consumo. De quebra, um câmbio automático de seis velocidades com trocas suaves e espertas.
A versão testada pelo Ibiá Motores vem com pacote completo de opcionais (exceto painel digital), o Tech High, que custa R$ 3.300,00, mas traz sensores de estacionamento traseiros e dianteiros, acesso e partida sem chave, multimídia de oito polegadas com tela sensível ao toque e até detector de fadiga, entre outros itens. Com tudo isto, mais rodas de liga leve de 17 polegadas e pintura metálica, custa cerca de R$ 75 mil.

Suporte para celular é um dos atrativos do novo Polo

Ao volante, o Polo quebra aquela tradição da Volkswagen de fazer carros de suspensão mais rígida. Nas esburacadas ruas de calçamento do bairro Centenário, ele se mostrou mais eficiente que o Golf, por exemplo, no que se refere à absorção dos solavancos. O nível de conforto, neste sentido, ficou bem melhor.

Por dentro, as linhas são modernas e bem acabadas, mas há excesso de plásticos rígidos. Outra ressalva se faz às vibrações e ruídos do motor, que não chegam a incomodar, mas ficam acima dos tradicionais motores de quatro cilindros. No banco traseiro, o passageiro, ao desembarcar, tem um pequeno incômodo: a lataria junto à porta ficou alta, obrigando um esforço maior para se levantar os pés e descer. A posição do descanso de braço dianteiro deixou a desejar por ficar mais baixa e recuada em relação ao motorista, mas esse mesmo compartimento tem itens muito legais: duas portas USB e saídas de ar para os passageiros de trás. Poderia ser melhorada a posição do banco do motorista, cuja regulagem não permite uma posição bem elevada, algo que prejudica os condutores mais baixos, pois reduz um pouco o campo de visão dianteiro.

Fôlego de sobra mesmo em baixas rotações

A dirigibilidade é um dos pontos fortes do Polo, já que o motor tem fôlego de sobra (inclusive nas arrancadas), o câmbio é bem ajustado (há aletas atrás do volante, o que permite ao condutor fazer as trocas na hora que achar mais adequada) e a direção tem boa pegada, sendo leve para manobras e cada vez mais pesada à medida que a velocidade aumenta.

Com etanol no tanque, o motor TSI atinge fortes 128 cv de potência, algo suficiente para uma tocada mais esportiva e, principalmente, ultrapassagens dinâmicas. Se soma a isso o ajuste da suspensão, que garante ótima estabilidade sem prejudicar o conforto. Afinal, conta com controle de estabilidade e de tração, além de bloqueio eletrônico de diferencial.

Outros detalhes qualificam a experiência do usuário: porta-óculos, porta-luvas refrigerado, luzes de cortesia na dianteira e na traseira, para-sóis iluminados, tomada 12V no console central, comandos no volante, suporte para celular com entrada UBS, ar-condicionado digital, sistema de som com quatro alto-falantes e dois tweeters, entre outros itens. O porta-malas, de 300 litros, até que atende bem no dia a dia.

Deixe seu comentário