Preços partem de R$ 59,9 mil, mas podem passar de R$ 87 mil na versão top, com todos os pacotes de opcionais. foto: Comauto/Divulgação

Com preços que, sem pacotes opcionais, custam entre R$ 59,9 mil e R$ 79,9 mil, o Virtus, novo sedan compacto da Volkswagen, acaba de desembarcar na Cidade das Artes. Ainda sem placas, o modelo já pode ser conferido na concessionária Comauto. Nos próximos dias, o carro estará disponível para test drive, segundo o gerente comercial, Tiago Rambo. Amplo espaço interno e no porta-malas, conforto, eficiência energética, design, tecnologia e dirigibilidade são os pontos fortes do recém-lançado Volkswagen.

Tecnologia e conectividade são destaques do novo sedan compacto da VW. foto: Volkswagen/Divulgação

Durante o lançado do modelo, a empresa afirmou que a expectativa agora é liderar o segmento de sedan compactos no Brasil, ou seja, a comercialização deve superar mais de dois mil exemplares/mês. Tudo isso vai depender, porém, da estratégia da Fiat ao lançar o seu novo carro do segmento, o Cronos, que será um pouco menor em tamanho, segundo informações extraoficiais. Ele chegará às lojas ainda neste mês.

Quem for às concessionárias encontrará três versões do Virtus: MSI, Comfortline 200 TSI e Highline 200 TSI. A primeira traz motor 1.6 de até 117 cv e câmbio manual de cinco marchas. Já as configurações Comfortline e Highline possuem motor TSI 1.0 de até 128 cv e transmissão automática de seis velocidades. Dados de consumo médio calculados pelo Inmetro apontam para 11,2 e 14,6 km/l com gasolina, e 7,8 e 10,2 km/l (etanol) nos ciclos urbano e rodoviário.

A imprensa especializada tem lamentado o excesso de plásticos no interior do automóvel. Em contrapartida, as linhas externas tem sido elogiadas à medida que expressam modernidade e alguma imponência. Direção leve e silencio a bordo são outros pontos positivos. A suspensão é firme, o que ajuda na estabilidade em rodagem rodoviária, mas na buraqueira das cidades, caso sério em Montenegro, isso traz desconforto.

No quesito segurança, o Virtus é um produto de elevado nível. Ganhou cinco estrelas nos testes de colisão do Latin NCAP. Traz estrutura reforçada com aços de alta resistência, independentemente da versão. Traz de fábrica quatro airbags (frontais e laterais), cintos de segurança dianteiros com pré-tencionador, freios a disco com ABS e distribuição eletrônica de frenagem. Exceto na versão de entrada, o sedan sai de fábrica com controle eletrônico de estabilidade e de tração.

Além disso, a família inteira do Virtus sai da fábrica de Anchieta, em São Bernardo do Campo, São Paulo, com direção elétrica, ar-condicionado, acionamento elétrico dos vidros, dos retrovisores e das travas, suporte no painel para fixação de celular com entrada USB para recarga — item fundamental nesta era em que o telefone chega a fazer parte do veículo —, além de sistema de som de quatro alto-falantes com rádio AM/FM, conexão Bluetooth e entradas USB, cartão SD e auxiliar.

Conheça as principais versões e seus preços

— Confortline 200 TSI, que custa R$ 73.490,00: motor 1.0 de alumínio turbo; câmbio automático de seis marchas; controle de tração e de estabilidade; central multimídia Composition Touch com tela de 6,5 polegadas; e rodas de liga leve de 15 polegadas. São dois pacotes de opcionais. O Tech 1, que custa R$ 2.200,00, traz acesso sem chave e partida por botão, controle de velocidade de cruzeiro, sensor de estacionamento dianteiro, retrovisor interno antiofuscante, rodas liga leve de 16 polegadas, sensores crepuscular e de chuva, e aletas para trocas de marcha no volante. O Tech 2, que custa R$ 3.500,00, possui os itens do pacote 1 e inclui indicador de pressão dos pneus, porta-malas com ajuste de espaço, ar digital, câmera de ré, detector de fadiga, frenagem pós-colisão e porta-luvas refrigerado.

Dirigibilidade é um dos pontos fortes do novo carro, mas rigidez da suspensão não é boa em vias esburacadas. foto: Volkswagen/Divulgação

— Highline 200 TSI, que custa R$ 79.990,00: é equipada com mesmo motor e equipamentos da Confortline, mas adiciona de série acesso sem chave e partida por botão, controle de velocidade de cruzeiro, rodas liga leve 16 polegadas, ar digital e luz de condução diurna em LED. Para deixá-lo ainda mais recheado, o cliente pode comprar o pacote High por R$ 3.300,00, levando assim sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, câmera de ré, indicador de pressão dos pneus, porta-malas com ajuste de espaço, detector de fadiga, frenagem pós-colisão, retrovisor interno antiofuscante, porta-luvas refrigerado, sensores crepuscular e de chuva, quadro de instrumentos digital configurável, o chamado “Active Info Display”, e central multimídia Discovery Media com tela oito polegadas sensível ao toque.

Caso você opte pelo revestimento dos bancos e laterais em material sintético que imita couro — a Volks chama de “Couro Native” — o preço é R$ 800,00. Já o kit de rodas de liga leve de 17 polegadas e design exclusivo, a conta sobe em R$ 1.200,00. Para todas as versões Virtus, a única cor sem cobrança adicional é preto sólido. Neste sentido, a Volkswagen cobra R$ 450,00 por vermelho ou branco sólidos, e R$ 1.450,00 pelas demais cores metálicas.

Deixe seu comentário