Em todas as versões da Triton Sport o motor é 2.4 litros a diesel, de 190 cv de potência e 43,9 kgfm. Foto: Mitsubishi/Divulgação

Picapes para todos os tipos de uso. É o que propõe a Mitsubishi ao lançar a linha 2019 da L200 Triton Sport, que chega às concessionárias em cinco novas versões — todas movidas a motores diesel que desenvolvem 190 cv de potência e 43,9 kgfm de torque. O fabricante diz que cada uma delas tem identidade própria e o DNA 4×4 da marca. Os valores partem de R$ 121 mil e chegam a R$ 175 mil, conforme a configuração. A picape é produzida em Goiás.

“Com a linha 2019, estamos oferecendo um portfólio completo de picapes, tanto para quem precisa do carro para o trabalho pesado, como para quem quer um veículo confortável e muito bem equipado para as aventuras e viagens off-road com a família”, afirma Reinaldo Muratori, diretor de planejamento da Mitsubishi.

Agora, o modelo HPE-S passa a ser o topo de linha e vem com rodas novas rodas de 17 polegadas. Os faróis “Dark Chrome” acompanham o design e a grade frontal exclusiva valoriza as linhas do para-choque dianteiro e, além disso, melhora a performance de refrigeração. Atualizada, a multimídia tem tela capacitiva de sete polegadas e compatibilidade com Android Auto e Apple Car Play, áudio streaming de última geração e conexão wi-fi.

Outra novidade da linha 2019 é a versão GLS automática, “que chega para complementar a gama e oferecer uma versão moderna e atrativa para os consumidores”, diz a indústria japonesa. O modelo possui grade frontal cromada customizável, além de retrovisores e maçanetas Body Color. A versão de entrada é a GLX com câmbio manual de seis velocidades e tração 4×4 com acionamento eletrônico. Já a Triton GL, que faz sua estreia no modelo Sport, é destinada a frotistas e empresas que necessitam de um modelo robusto e eficiente para o trabalho.

“Temos a picape mais equilibrada do mercado”, afirma Muratori. “Todas as versões, desde a GL até a HPE-S, são equipadas com o mesmo motor, o moderno 2.4 em alumínio. Ou seja, mesmo quem precisa de um carro para o trabalho pesado vai encontrar uma motorização moderna e de qualidade”, destaca. (MF)

Deixe seu comentário