Reformas, como a do pátio da Escola Beato Roque, aconteceram em diversos educandários da rede municipal

As férias estão no fim e a maioria das escolas já está pronta para receber de volta seus alunos e para recepcionar aqueles que nunca tiveram contato com a sala de aula. Na região, as prefeituras aproveitaram o mês de janeiro para higienizar os ambientes, limpar os pátios e reorganizar as escalas dos professores e funcionários para que 2018 seja pleno em aprendizado. Apesar das restrições impostas pela crise às finanças da maioria das cidades, alguns prefeitos encontraram recursos para a ampliação dos educandários com maior demanda e para a oferta de novas atividades educativas no contraturno, como aulas de Inglês, Música e oficinas. Elas contribuem de forma eficiente no processo ensino-aprendizado. Veja as principais novidades que aguardam os alunos de Brochier, Maratá, Pareci Novo e São José do Sul.

Maratá
O município de Maratá teve o retorno do ano letivo, na Educação Infantil, em 1º de fevereiro. Já as turmas de Pré e do Ensino Fundamental, séries iniciais e finais, iniciam as aulas no dia 19, já com atendimento em turno integral em todas as escolas. A Escola Estadual Engenheiro Paulo Chaves abre seu ano letivo no dia 26 de fevereiro.

Clarine Pittelkow Luft, secretária de Educação de Maratá. foto: Arquivo/Jornal Ibiá

Para receber bem os alunos, foram realizadas manutenções gerais nos educandários, além do processo de desinsetização e limpezas das caixas de água. Em parceria com a Secretaria Municipal de Obras, ocorreram também reformas básicas solicitadas pelos diretores. A prioridade está sendo a continuação da obra de conclusão do ginásio da Escola Municipal Pedro Cristiano Höher, da comunidade de Esperança, que deve estar concluído até final do mês de março. Outra prioridade foi dada à Escola Municipal de Educação Infantil Descobrindo a Vida, através da instalação de aparelhos de ar-condicionados e filtros de água. As crianças terão as salas climatizadas, o que garante mais qualidade e conforto.

Todos os professores, de 1º a 9 de fevereiro, estão realizando formações conforme suas áreas de atuação. De 14 a 16 de fevereiro, estarão trabalhando em seus educandários, bem como participando de reuniões de planejamento das atividades para 2018.
Também foi realizada a manutenção da frota. Todos os ônibus estarão em dia e revisados até o primeiro dia de aula. Os roteiros foram revistos e recalculados, sendo necessária uma nova licitação, em andamento.

Em 2018, todas as escolas municipais oferecerão atividades complementares, em oficinas de teatro, dança alemã, aula de alemão, futebol, capoeira, banda marcial, canto-coral, educação-física, recreação, aula de instrumentos diversos e musicalização. Também serão desenvolvidas oficinas de culinária, agroecologia e dança gauchesca. A secretaria de Educação ressalta que agora, em 2018, a fila de espera por vagas para a Educação Infantil terá fim. Todas as crianças que aguardavam até o final do ano passado serão chamadas, respeitando o processo de “adaptação” de cada menor.

Para o mês de março, está previsto o início do fechamento do ginásio da EMEF Augusto Ambrósio Rücker, da comunidade de São Pedro do Maratá. “O fechamento da quadra é uma iniciativa do Círculo de Pais e Mestres do educandário, em parceria com a secretaria municipal de Educação”, diz a secretária Clarine Pittelkow Luft. Foi pensando neste projeto que a escola realizará, também em março, uma festa em homenagem aos 65 anos do educandário, destaca a secretária Clarine. Ela diz, ainda, que não há investimento melhor do que o realizado em “Educação”. “É um direito do aluno ter uma educação de qualidade. E isso nossos alunos têm, com certeza, pois além da diversidade de atividades oferecidas, eles têm refeições saudáveis e equilibradas, bons professores e transporte escolar gratuito”, destaca ela.

Pareci Novo
As escolas Rui Ramos, Beato Roque e Professora Elisane Schneiders Lutckmeier, esta de educação infantil, receberam melhorias como pinturas internas e da quadra de esportes, substituição de pisos, limpeza e reparo em equipamentos e móveis. Além disso, em todas as escolas da rede municipal foram realizados serviços de limpeza de caixas d’água e dedetização. Assim, a Escola Municipal de Ensino Infantil Professora Elisane Schneiders Lutckmeier está pronta para receber seus alunos a partir do dia 2 deste mês enquanto que os demais educandários retomam suas aulas no dia 26.

Carla Maria Specht, secretária de Educação de Pareci. foto: Arquivo/Jornal Ibiá

Conforme a secretária de Educação, Carla Maria Specht, a programação de início de ano letivo está sendo organizada com os professores, com o momento de formação pedagógica. Além disso, cada escola fará sua preparação para a chegada e recepção dos alunos para o ano letivo. A secretária destaca que este ano seus objetivos são propor qualificação dos espaços e dos serviços com projetos que envolvam toda a comunidade escolar e municipalidade e expandir o atendimento e número de matrículas, especialmente na educação infantil.

Brochier
Em Brochier, a grande novidade é a ampliação da Escola Municipal de Educação Infantil Sapatinho de Cristal, que deve ser finalizada até o início de março. Viabilizada a partir de uma parceria com a Câmara de Vereadores, a obra está orçada em R$ 294.615,06. Estão sendo construídas três salas, cada uma com banheiros próprios. As aulas na Sapatinho de Cristal retornaram ontem, dia 5, sendo que apenas as turmas de Pré A que funcionam nesta escola retornam no dia 21, junto com as demais instituições de ensino da rede municipal.

Ampliação da Sapatinho de Cristal foi possibilitada através de parceria com a Câmara de Vereadores. foto: Prefeitura de Brochier

Outras melhorias estão ocorrendo nas escolas da rede municipal. As obras da escola em Linha Pinheiro Machado estão bastante avançadas. Sobre a ampliação da creche, a secretária de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, Claudine Haupenthal, alerta que ela não irá suprir toda a demanda existente, apenas melhorando o espaço de atendimento já disponível aos alunos.

De acordo com Claudine, os profissionais de educação do município estão envolvidos em atividades previstas pela pasta nos dias 19 e 20 de fevereiro. “Ainda estamos planejando algumas coisas e todo ano é lançado um projeto com um tema com o qual as escolas trabalham durante o período letivo. O assunto deverá ser escolhido na primeira reunião com as direções das escolas”, destaca.

São José do Sul
A Escola Municipal de Ensino Fundamental Laranjinha, ou Creche Laranjinha, retomo suas atividades nesta segunda-feira. Já os alunos do Ensino Fundamental voltam às aulas no dia 19. Conforme a secretaria municipal de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, durante o período de férias, houve manutenção de rotina nas instituições, com limpeza das caixas d’água e dedetização. Além disso, uma equipe da Prefeitura trabalhou na parte de jardinagem e corte de grama das escolas.

Aulas da educação infantil irão retornar neste mês em São José do Sul

O Executivo também trabalha na compra de um servidor para melhoria do laboratório de informática da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Valeria Maria Kirch. “Também está no processo de compra novos equipamentos para cozinha e refeitório, bem como a compra de materiais pedagógicos e livros”, destaca o secretário de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, Sidnei Gustavo Schommer.
Conforme o secretário, a aula inaugural de cada educandário será constituída em parceria pelos professores durante a formação de início de ano letivo, que acontecerá dias 14, 15 e 16 de fevereiro para os educadores do Ensino Fundamental. As educadoras infantis tiveram sua formação nos dias 1º e 2 deste mês.

Sidnei destaca que ainda está se configurando a implantação da língua inglesa nas séries iniciais do Ensino Fundamental e que ocorreu a ampliação de atividades de contraturno até o terceiro ano do Ensino Fundamental. “O contraturno passará a ter mais atividades dirigidas, bem como aulas de reforço escolar”, destaca.

O secretário da Educação informa ainda que este ano letivo terá como tema “Habitar, cuidar e apropriar-se do espaço escolar para desenvolver uma educação de qualidade”.

Deixe seu comentário